Articulação entre educação, VISA e cuidado na Tenda Maria Felipa, no 7º Simbravisa


Um espaço para pensar novas articulações da Vigilância Sanitária com a Educação Popular em Saúde e com o cuidado das práticas integrativas complementares. Mobilização fruto da iniciativa da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB), promovida pela Diretoria de Vigilância Sanitária e Saúde Ambiental (SUVISA/SESAB), em parceria com a Coordenação de Educação Popular em Saúde da Escola de Formação Técnica Professor Jorge Novis (SUPERH/SESAB) e com o Movimento de Educação Popular em Saúde da Bahia (Bando Encantarias e ANEPS/BA), a Tenda Maria Felipa de Oliveira será um dos espaços da sétima edição do Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária – 7º SIMBRAVISA – que acontece de 26 a 30 de novembro, em Salvador.  Ainda é possível se inscrever no evento. Clique, inscreva-se e participe.

A perspectiva do espaço será agregar os participantes do SIMBRAVISA para encontros, mobilizações e articulações entre cultura, arte e política, para valorizar conversas, diálogos e debates sobre a liberdade das expressões individuais e coletivas, entendendo-as como um patrimônio público. A Tenda Maria Felipa de Oliveira acontecerá entre a segunda-feira, dia 28, até a quarta-feira, dia 30, em espaço próprio dentro do Centro de Convenções do Hotel Bahia Othon Palace, no bairro Ondina, Salvador.

O nome é uma homenagem à heroína revolucionária que viveu na Bahia no século XIX. Maria Felipa de Oliveira teve um importante papel na Guerra da Independência, que ocorreu entre 1822 e 1824. Mulher de muita coragem, ela trabalhava como marisqueira e era conhecida pela beleza e pelas habilidades de capoeirista. No enfrentamento com os portugueses, Maria Felipa liderou um grupo de 40 mulheres que entrou no acampamento do Exército lusitano, atacando os guardas com galhos de cansanção e pondo fogo em 42 embarcações, além de ter atuado como enfermeira nos confrontos ocorridos em Itaparica.

A Tenda Maria Felipa abrangerá duas vertentes. Uma, voltada para a integração, educação e articulação, fazendo do espaço um local para a participação social, com a organização de atividades em formato de rodas de conversas, propondo um ambiente propício para o debate político e produção de cultura no âmbito do evento. Um espaço de educação coletiva, que oportuniza aos trabalhadores da saúde, estudantes, representantes de movimentos sociais e populares darem visibilidade as suas ações e, ao mesmo tempo, poderem produzir experimentações diferenciadas relativas à construção do debate político na área da saúde, especialmente da Vigilância Sanitária.

A outra vertente é o trabalho de cuidado integral, oferecendo aos participantes do 7º SIMBRAVISA um espaço de forma acolhedora e organizada, mas também política e social, para as práticas populares e integrativas de cuidado à saúde. Cuidadoras e cuidadores desenvolverão práticas individuais e coletivas de cuidado, com uma postura integradora e holística, reconhecendo e legitimando crenças, valores, conhecimentos e desejos da população e expressando o papel social que tais práticas devem ter dentro do Sistema Único de Saúde (SUS).

Confira abaixo a programação por dia e horário.

Tenda Maria Felipa de Oliveira no 7º SIMBRAVISA
Área de estandes do Centro de Convenções do Hotel Bahia Othon Palace
Av. Oceânica, 2294 – Ondina, Salvador – BA, 40170-010

PROGRAMAÇÃO

SEGUNDA-FEIRA – 28/11

08h: Cuidado coletivo – Corredor de cuidado

09h: Roda de Conversa: Food Truck: o que mudou na comida de rua?

11h: Intervenções artísticas: Importúnio Poético

12h: Almoço

13h: Cuidado coletivo

14h: Roda de Conversa: O impacto da PEC 241 para o SUS

16h: Oficinas artísticas

18h: Apresentação Musical: Projeto Sanarte – saúde, arte e ecologia

TERÇA-FEIRA – 29/11

08h: Cuidado coletivo – Ginástica laboral

09h: Roda de Conversa: Educação Popular e Praticas Integrativas e Complementares no SUS: desafios para implementação das políticas

11h: Intervenções artísticas: Cortejo Boi Multicor

12h: Almoço

13h: Cuidado coletivo

14h: Roda de Conversa: Intoxicações acidentais e intencionais

16h: Oficinas artísticas

18h: Apresentação Musical: Projeto Sanarte – saúde, arte e ecologia

QUARTA-FEIRA – 30/11

08h: Cuidado coletivo – Qgong

09h: Roda de Conversa: Agrotóxicos, Alimentos Orgânicos e Segurança Sanitária para MEI

11h: Intervenções artísticas: Cordelistas e oficina de Cordel

12h: Apresentação Musical: Projeto Sanarte – saúde, arte e ecologia

13h: Cuidado coletivo

14h: Roda de Conversa: Vigilância em Saúde e a Formação Profissional do SUS: curso técnico de vigilância em saúde

16h: Oficinas artísticas

DURANTE OS TRÊS DIAS ( 28, 29 e 30/11)
Das 08h às 17h – Cuidado individual: sessões de massoterapia, reiki e reflexologia

Comments

comments