Marcha pela Vida: Rede APS organiza seminário virtual sobre ESF e Covid-19

Dando prosseguimento à estratégia de reflexão e fortalecimento da Atenção Primária em Saúde no SUS, a Rede de Pesquisas em Atenção Primária à Saúde (Rede APS) promove seu 2º Seminário, com o tema Experiências de fortalecimento da Estratégia Saúde da Família para o enfrentamento da Covid-19: o que podemos aprender?.  A atividade acontecerá na terça-feira, 9 de junho, das 9h às 12 horas e será transmitida pela TV Abrasco.

O encontro virtual pretende analisar experiências locais de restruturação da Atenção Básica e iniciativas inovadoras na Estratégia Saúde da Família, no que tange a  pandemia,  e também debater as fragilidades identificadas. Diversas questões debatidas no 1º Seminário, realizado em 16 de abril, serão revisitadas. – clique e assista à transmissão do primeiro evento.

A atividade é uma realização da Rede APS e da Abrasco, com apoio do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde – Cebes, e faz parte da programação de atividades da Marcha Pela Vida– um dia inteiro de manifestações virtuais organizado por mais de 100 entidades e movimentos que pretendem contribuir para o planejamento de ações coordenadas e para uma resposta unificada da sociedade brasileira ao coronavírus. Confira, abaixo, os pesquisadores convidados:

 Painel de experiências:

  • APS integrada à rede – Experiência de Belo Horizonte (MG): Fabiano Gonçalves, gerente de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte.
  • Vigilância em saúde e participação comunitária – Experiência de Sobral (CE): Marcos Aguiar Ribeiro, coordenador de Vigilância do Sistema de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Sobral.
  • O teleatendimento e a continuidade dos cuidados de rotina pelas equipes SF – Experiência de Florianópolis (SC): Ronaldo Zonta, médico de família e integrante do Departamento de Gestão da Clínica da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis.
  • Monitoramento da Covid-19 no Complexo do Alemão – Experiência na Clínica de Família Zilda Arns, Rio de Janeiro (RJ): Humberto Sauro, médico de família e comunidade e coordenador do programa residência em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.
  • APS e políticas sociais na epidemia de Covid-19 – Experiência de Niterói (RJ): Aluísio Gomes da Silva Junior, Diretor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal Fluminense (ISC/UFF).
  • A APS no enfrentamento da Covid-19 – representante do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Coordenação: 

  •  Luiz Augusto Facchini, coordenador da Rede APS, presidente da Abrasco (2009-2012), professor do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas (DMS/UFPel).

Aprendizados possíveis: 

  • Maria Helena Magalhães de Mendonça, pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (Ensp/Fiocruz).

Inscreva-se na TV Abrasco e ative as notificações no vídeo: assim, você será informado quando o evento começar.

(Publicada originalmente em 29/05 e atualizada em 05/06/2020)

Comments

comments

Deixe uma resposta