Sir Michael Marmot: “Se a saúde parou de melhorar, significa que a sociedade parou de melhorar”

“As crises globais financeiras recentes tiveram sim um efeito no desenvolvimento humano, mas a pandemia vai causar muito mais danos. Todos os choques externos – como furacões, ou crises econômicas, ou pandemias – amplificam a desigualdade”, afirmou Sir Michael Marmot, diretor do Institute for Health Equity da University College London (IHE/UCL) e membro do Sustainable Health Equity Movement, durante evento da Ágora Abrasco, nesta semana (10/9).

“As iniquidades na saúde nos dizem muito sobre as iniquidades na sociedade: se a saúde parou de melhorar, significa que a sociedade parou de melhorar”, pontuou Marmot. O especialista em determinantes sociais, pesquisador reconhecido mundialmente, participou do painel Equidade em Saúde Global no contexto da pandemia.

A moderação foi de Paulo Buss, coordenador do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Cris/Fiocruz), e os comentários de Gulnar Azevedo, presidente da Abrasco, e Henela Nade, vice-presidente da Academia Brasileira de Ciência (ABC).

Assista ao painel completo, traduzido para o português: 

Assista ao painel completo, com o áudio original, em inglês: 

Comments

comments

Deixe uma resposta