Congresso Mundial de Saúde Pública promove troca de conhecimento no momento mais necessário ao planeta

O 16º Congresso Mundial de Saúde Pública (WCPH2020) começa nesta segunda-feira, 12 de outubro, sob o tema “Saúde pública para o futuro da humanidade: análise, advocacy e ação”. Mais de 3.500 pessoas de 122 países se inscreveram para participar do evento de cinco dias, que acontecerá online em um momento em que o compartilhamento de conhecimento científico sobre saúde pública se tornou mais importante do que nunca.

Co-organizado pela Federação Mundial de Associações de Saúde Pública (WFPHA), a Associação Europeia de Saúde Pública (EUPHA) e a Sociedade Italiana de Higiene, Medicina Preventiva e Saúde Pública (SItI), o Congresso reúne a comunidade global de saúde pública em um momento crítico tempo para o planeta.

Para o atual presidente da WFPHA, Professor Walter Ricciardi, o tema do evento reflete o compromisso da comunidade global de saúde pública em responder às novas circunstâncias da saúde pública. “Estamos vivendo uma pandemia, estamos mudando a terra em que vivemos, e as notícias falsas estão viajando muito mais rápido do que a verdade. A comunidade de saúde pública precisa trabalhar em conjunto com outras disciplinas para responder a essas e outras ameaças à saúde. Neste Congresso, exploraremos maneiras de mudar as políticas que fazem uma diferença real para as populações. ”

Vice-presidente eleito da WFPHA, Luis Eugenio de Souza destaca o papel do WCPH como  espaço privilegiado para enfrentar os desafios: “É um congresso que reúne o que há de mais avançado no campo de produção de conhecimento focado na compreensão da saúde e seus determinantes, tendo como objeto não apenas indivíduos, mas a coletividade – algo central para o momento que a saúde global vive”.

 Tedros Adhanom Ghebreyesus,  Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), fará a Cerimônia de Abertura. Ao longo do evento, mais de 40 especialistas e formuladores de políticas de alto nível falarão em oito Sessões Plenárias, representando instituições internacionais como o Escritório Regional da OMS para a Europa, a Associação de Escolas de Saúde Pública na África, a Comissão Europeia, a Aliança de Associações de Saúde Pública das Américas, Organização do Direito Internacional para o Desenvolvimento, e o poll editorial da revista The Lancet. Além disso, haverá 30 Diálogos de Liderança Mundial e 150 workshops. Por conta do fuso, as sessões começam às 2 horas e vão até às 16 horas, no horário de Brasília (7 AM -9 PM, no horário CET).

Atividades propostas pela Abrasco: Como associação filiada à WFPHA, a Abrasco estará à frente de duas atividades: na quinta-feira, 15, com a sessão  What kinds of research and policies to reduce health inequalities? a ser realizada de 12 às 13 horas; e na sexta-feira, 16, com a sessão Towards a public health agenda on traditional, complementary and integrative health care, a ser transmitida das 6 às 7 horas. Ambas as agendas já estão no fuso horário brasileiro.

Comments

comments

Deixe uma resposta