Abrasco contra o desmonte do SUS, no Rio de Janeiro

Este slideshow necessita de JavaScript.

As últimas notícias sobre os descaminhos da saúde na cidade do Rio de Janeiro corroboram, infelizmente, o projeto de enfraquecimento e estrangulamento diuturno do Sistema Único de Saúde (SUS) que vem sendo denunciado pela Abrasco e demais entidades orientadas pelo Movimento da Reforma Sanitária.

O fim do contrato entre a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro (PMRJ) e uma Organização Social está sendo utilizado como ponta de lança para o desmonte de unidades dedicadas à Atenção Básica. Segundo diversas fontes e em diferentes veículos de comunicação, a Prefeitura pretende fechar 11 unidades de saúde, entre Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde justamente na Zona Oeste, área que possui carência de unidades. A ideia é, até o fim do ano, acabar com 30 equipes da Estratégia Saúde da Família.

O movimento da saúde do Rio de Janeiro não aceitará calado tal desmonte e a Abrasco continuará a se posicionar contrária a todo e qualquer projeto que faça da saúde uma moeda de troca entre grupos econômicos, políticos e religiosos.

Pelo SUS e pela saúde do Rio de Janeiro, resistiremos e lutaremos.

Rio de Janeiro, 02 de agosto de 2017
Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco

Comments

comments