Repercussão da imprensa sobre nomeação de Valencius Wurch Duarte Filho


A terça-feira amanheceu com várias notícias sobre a nomeação pelo Ministro da Saúde Marcelo Castro, do médico psiquiatra Valencius Wurch para a Coordenação nacional de Saúde Mental. Wurch, no entanto, tem história. Ele foi diretor de manicômio privado fechado em 2012 pela Justiça por denúncias graves de maus-tratos. A Nota Pública contra a nomeação de Valencius Wurch Duarte Filho para a CGMAD/MS, publicada ontem no site da Abrasco, é citada por vários jornalistas.

No jornal Folha de São Paulo, a jornalista Claudia Colucci escreve que o ex-diretor de manicômio conduzirá política de saúde mental no país Nomeação de um ex-diretor de manicômio para a Coordenação Nacional de Saúde Mental, pelo ministro da Saúde, Marcelo Castro, provocou protestos em todo o país.

Jornal O Globo – Mudança na Saúde gera protestos no país Um texto assinado por entidades como a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), levanta preocupações quanto ao progresso da reforma psiquiátrica após a nomeação do coordenador da área.

Saúde! Brasileiros – Entidades criticam nomeação de diretor de manicômio que violava direitos humanos  Diversas entidades de saúde mental emitiram notas de repúdio nesta semana contra a nomeação do médico psiquiatra Valencius Wurch Duarte Filho para o cargo de Coordenador Geral de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde. O médico foi nomeado por Marcelo Castro, ministro da pasta. Uma nota foi emitida pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

Comments

comments

Deixe uma resposta