Gastão Wagner fala sobre a Agenda Brasil ao Canal Saúde


O presidente da Abrasco, professor Gastão Wagner de Sousa Campos, concedeu entrevista ao Canal Saúde, sobre a Agenda Brasil. O material foi veiculado no Jornal da Saúde desta segunda-feira, 07 de setembro. Para Gastão, o tema do ressarcimento proposto pela Agenda Brasil é mais um ataque aos setores populares – “não há nenhuma justificativa técnica, é apenas colocar o custo da crise na população” critica Gastão.

ASSISTA AQUI O VÍDEO NA ÍNTEGRA.

 

Mais sobre a Agenda Brasil

No dia 10 de agosto, a ‘Agenda Brasil’ foi apresentada aos ministros da área econômica pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), a Abrasco colocou em debate as proposições feitas pelo documento – que sugere mudanças no funcionamento do SUS e da Previdência Social.

No dia 10, a ‘Agenda Brasil’ apresentava o seguinte texto:

(…) Aperfeiçoar o marco jurídico e o modelo de financiamento da saúde. Avaliar a proibição de liminares judiciais que determinam o tratamento com procedimentos experimentais onerosos ou não homologados pelo SUS.
Avaliar possibilidade de cobrança diferenciada de procedimentos do SUS por faixa de renda. Considerar as faixas de renda do IRPF. (…)

Já na noite do dia 14, sexta-feira, o texto foi alterado:
(…) Aperfeiçoar o marco jurídico e o modelo de financiamento da saúde. Avaliar a proibição de liminares judiciais que determinam o tratamento com procedimentos experimentais onerosos ou não homologados pelo SUS.
Regulamentar o ressarcimento pelos associados de planos de saúde, dos procedimentos e atendimentos realizados pelo SUS. (…)

Comments

comments