Em 2015 tem Abrascão


À luz do tema “Saúde, Desenvolvimento e Democracia: o desafio do SUS universal”, a programação científica está sendo construída com as propostas dos Comissões, GTs e Fóruns. O congresso vai acontecer no campus da Universidade Federal de Goiás, de 27 de julho a 1º de agosto. O primeiro dia terá oficinas, cursos e reuniões, das 9 horas até o fim da tarde. A solenidade de abertura acontecerá no fim da tarde do dia 28, com atração cultural fechando a terça-feira. Neste Abrascão, a conferência de abertura abrirá o terceiro dia do evento, na quarta-feira. Os quatro grandes debates já estão com temas definidos: dia 29 ‘Saúde da população Brasileira’; dia 30, na parte da manhã ‘Saúde, Desenvolvimento e Democracia’; dia 30, à tarde ‘Estado Democrático e Gestão Pública da Saúde’; e dia 31 ‘O desafio do SUS universal: rumo a 15ª Conferência Nacional de Saúde’.

Para a conferência de abertura já foi feito o convite ao presidente uruguaio José “Pepe” Mujica, um ex-guerrilheiro marxista de 78 anos – passando 14 deles na prisão e em sua maioria na solitária. “A ideia é que ele discorra acerca do papel da política e da ciência para a preservação da vida, do futuro da humanidade e da natureza do planeta frente às ameaças à saúde humana e à vida no planeta, provocadas pelo modo de vida característico do capitalismo contemporâneo” diz Thiago Barreto, secretário executivo adjunto da Associação. O discurso de Pepe Mujica, na 68ª Assembleia Geral da ONU, em 2013, surpreendeu e emocionou ‘Quem me dera ter a força de quando éramos capazes de abrigar tanta utopia! Sem embargo não olho para trás porque o hoje real nasceu das cinzas férteis do ontem. Pelo contrário, não vivo para cobrar contas ou reverberar memórias (…) Me causa angústia, e de que maneira, o futuro que não verei, e por ele que me comprometo. Sim, é possível um mundo com uma humanidade melhor, mas talvez hoje a primeira tarefa seja cuidar da vida’ diz Mujica em seu épico discurso.

Luis Eugenio de Souza, presidente da Abrasco, avalia que este será um Abrascão com novos nomes no governo e ainda será realizado durante a elaboração do novo Plano Plurianual (2016-2019) do Governo Federal “Depois das manifestações de 2013, a Saúde entrou na pauta dos cidadãos, e por isso esse congresso terá a oportunidade e a responsabilidade de fornecer subsídios para a agenda do próximo plano plurianual. O Abrascão terá então uma dupla missão: ser um espaço de acolhimento do conjunto de pesquisadores, estudantes, professores que estão produzindo conhecimento, abrindo de fato um espaço para que todos os grupos e linhas de pesquisa se encontrem, troquem experiências e cumpram o papel científico que não é apenas disseminar conhecimento. A segunda missão é indicar prioridades do ponto de vista da ação política, de ter a capacidade de sintetizar uma orientação para ação entre todos os abrasquianos que ocupem lugares de intervenção, para orientar a política pública no nosso país”, diz Luis Eugenio.

Acompanhe aqui a construção do maior encontro da Abrasco.

Comments

comments

4 comentários sobre “Em 2015 tem Abrascão