Capes aprova criação do ProfSaúde: mestrado em Saúde da Família


A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) publicou, no dia 29 de outubro, a aprovação do Mestrado Profissional em Saúde da Família em Rede Nacional (ProfSaúde), proposto pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), em parceria com a Fiocruz, a Associação Brasileira de Educação Médica (Abem) e a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), contando com o apoio dos ministérios da Saúde e da Educação.

“A aprovação do ProfSaúde é um marco para a formação em Saúde da Família no Brasil, lembrando que temos 40.000 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) em atividade no país e não temos docentes e preceptores com formação na área em número suficiente para os cursos de graduação, residência, especialização, mestrado e doutorado”, ressaltou o coordenador do ProfSaúde, Luiz Facchini.

Para ele, o mestrado contribuirá para que a formação dos futuros médicos, enfermeiros, odontólogos e demais profissionais de saúde seja feita por docentes qualificados e titulados na área. Isso potencializará as atividades de ensino, pesquisa e extensão em Saúde da Família, tanto na academia, quanto nos serviços de saúde.

“O ProfSaúde é um desafio que deve conjugar as necessidades de formação impostas por um país da dimensão do Brasil e ao mesmo tempo atender aos critérios determinados pela Capes para a pós-graduação stricto sensu. É uma construção coletiva, para a qual contribuem diversas instituições de ensino, com o objetivo de oferecer formação de alta qualidade a profissionais da rede básica”, enfatizou a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação, Nísia Trindade Lima.

O programa tem o objetivo de formar profissionais que atuam na saúde da família e na atenção básica em todo país, em sintonia com os objetivos do Programa Mais Médicos. O mestrado visa ainda estabelecer uma relação integradora entre o serviço de saúde, os trabalhadores e os usuários, afirmando os valores constitucionais de universalidade, integralidade, equidade, descentralização e participação social, favorecendo a superação de obstáculos estruturais, para consolidação da Estratégia de Saúde da Família como política pública efetiva.

O curso será oferecido como continuidade da formação do Programa Mais Médicos. A primeira turma terá 200 vagas e contará com a participação de instituições de ensino e pesquisa. O mestrado, a princípio, é direcionado para os preceptores que ainda carecem de formação e para os médicos brasileiros. O lançamento do primeiro edital do ProfSaúde está previsto para o 1º semestre de 2016 e nele serão estabelecidos os detalhes do processo seletivo.

Comments

comments

30 comentários sobre “Capes aprova criação do ProfSaúde: mestrado em Saúde da Família

  1. Olá, tenho interesse em fazer mestrado nessa área. Sou enfermeira e tenho Pós em Saúde da Família. Trabalho no CAPS ( centro de atenção psicossocial) enfermeira em saúde mental. Amo trabalhar nessa área , tenho um imenso carinho pelos usuários onde atuo. Espero conseguir essa vaga, para então investir mais em meu conhecimento. Um abraço! Att, Vanderléa.

  2. estimados y apreciados amigos:
    les felicito por el maestrado y quiero saber si existira un maestrado on line ya que me encuentro en chile y me gustaria alcanzar sus estudios .
    gracias amigos

  3. Trabalho na secretaria de saúde de Minas Gerais na atenção primária do regional de Belo Horizonte,sou enfermeira e atuo no Programa de Hanseníase e atualmente com interesse em práticas integrativas e complementares .
    Não tive oportunidade em fazer mestrado ,mas sempre trabalhei no Sus com saúde pública.

  4. Quem trabalha como enfermeiro do PSF com carga horária de 40 hs. semanais á possibilidade de realizar este mestrado? É um desejo esperado de muitos enfermeiros que atuam no PSF, além de buscar mais conhecimento, beneficiará a comunidade assistida.

  5. Sou enfermeira e gostaria de ser informada quando abrir as inscrições, para poder efetivar a minha vaga, e espero que disponham vagas para enfermeiro que geralmente só disponibilizam para médicos.

  6. Olá sou enfermeira e atuo no ESF de Porto Seguro BA e estou muito interessada em fazer o mestrado… Gostaria de receber informações sobre a inscrição… Aguardo anciosa por mais notícias… Desde já agradeço!

  7. Olá sou cirurgiã dentista, atuo na área de Psf a 7 anos , possuo pôs em Psf e saúde coletiva e tenho interesse no mestrado , por favor me enviem informações se dentista poderá ingressar nas vagas grata

Deixe uma resposta