Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz promove 2º debate da série Futuros do Brasil


O Brasil corre o risco de viver um longo ciclo conservador e liberal, capaz de colocar por terra a cidadania social conquistada com a Constituição de 1988? As demandas sociais da democracia não cabem no orçamento? A sociedade brasileira apoia as forças que defendem um projeto de nação mais justa e democrática? O quanto caminhamos e onde chegamos, no que diz respeito a conquistas sociais para os brasileiros? Quanto falta ainda caminhar? Essas indagações vão nortear o segundo debate online da série Futuros do Brasil, realizada pelo Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz) e que aborda a conjuntura brasileira em suas diversas dimensões.

O tema da segunda edição, As políticas sociais em uma encruzilhada, será debatido pelos professores Ligia Bahia e Eduardo Fagnani, no dia 5 de novembro, quinta-feira, das 14h00 às 16h00. Qualquer pessoa pode acompanhar via internet em tempo real e enviar perguntas aos palestrantes.

“O título do debate é provocativo e, de certo modo, embute uma metáfora espacial: caminhamos, saímos de algum lugar, e estamos diante de alternativas de rota, à esquerda ou à direita”, analisa Ligia Bahia. “Esse ponto de partida, adequado e abrangente, deve ser problematizado, quando se trata do exame de políticas de saúde. Saímos de um sistema restritivo, iníquo e segmentado, e onde chegamos? Saímos de uma coalizão de interesses hegemonizada pelos empresários setoriais, e onde chegamos? Quais são as tendências de curto, médio e longo prazos?”, pontua Ligia, ressaltando que são indagações que não admitem respostas unívocas. “Vamos ao debate!”, convoca.

1º Debate contou com a participação de Gastão Wagner

Considerando a importância de se analisar e debater a conjuntura brasileira em suas diversas dimensões, o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz começou, em 1º de outubro, este ciclo de debates online. Questionando “O Brasil de 2015: um momento entre dois ciclos?”, os sociólogos e pesquisadores do Iesp/Uerj José Maurício Domingues e Fabiano Santos, buscaram analisar os elementos principais da crise política, assim como os desdobramentos dessa transição de um ciclo longo.

Antes de fechar o debate, o coordenador do CEE-Fiocruz, Antonio Ivo de Carvalho, agradeceu a presença do presidente da Abrasco, Gastão Wagner e pediu um comentário – “Precisamos refletir muito, repensar o desenvolvimentismo, as políticas políticas públicas, o ‘como’ se faz política. Vamos falar abertamente sobre nossas dúvidas; chegar na gestão sem ser corrompidos; precisamos nos repensar” disse Gastão. Assista na íntegra, ao vídeo completo do 1º Debate:

 

Serviço

2º Debate online CEE-Fiocruz – Futuros do Brasil
“As políticas sociais em uma encruzilhada”
Data: 5 de novembro de 2015
Horário: 14h às 16h
Transmissão pelo link: fiocruz.tvq.com.br

 

Comments

comments