4ª Reunião de Diretoria e Conselho da Abrasco em São Paulo


A 4ª reunião da diretoria da Abrasco, começou com as boas vindas da professora Helena Ribeiro, diretora da Faculdade de Saúde Pública da USP. O presidente da Abrasco, Luis Eugenio e vice-presidente, Laura Macruz iniciaram a pauta com uma análise da conjuntura politica de saúde, mais especificamente sobre o Movimento Saúde+10, o programa Mais Médicos. ‘Abriu-se uma brecha no governo federal para a contratação e co-financiamento do governo para o SUS, penso que o cenário atual nos permite colocar a lei da responsabilidade fiscal em efetiva discussão’, lembrou Laura sobre a movimentação popular que tem exigido melhores propostas para a saúde brasileira.

O professor Oswaldo Tanaka (na fotografia com Maria Amélia e Juan Rocha), que coordena o GT de Monitoramento e Avaliação de Programas e Políticas de Saúde da Abrasco, sugeriu a Abrasco chamar para si o trabalho de intermediar a implementação do programa Saúde + 10 com as universidades brasileiras, ‘vamos definir as regras antes delas serem feitas’ resumiu Tanaka.

Membro do Conselho da Abrasco, a professora Ligia Bahia comentou os resultados do programa Mais Médicos e lembrou que ‘como cientistas devemos produzir conhecimento para agenda da saúde ser mais consolidada’.  Ainda sobre o recente programa do governo federal  – que pretende aumentar o número de médicos atuantes na rede pública de saúde em regiões carentes, e ainda permite a vinda de profissionais estrangeiros ou de brasileiros que se formaram no exterior sem a necessidade de revalidação do diploma – Luis Eugenio avalia que a Abrasco não é mais uma entidade periférica mas poderia firmar ainda mais seu lugar na atual aliança politica que esta movimentando o pais, ‘precisamos de uma agenda de pesquisa que nos coloque em debate, apresentar uma agenda que não seja pontual apenas’, disse Eugenio.

O professor do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina USP, Mário Scheffer (na fotografia com Rosana Onocko) participou do debate sobre a análise da conjuntura politica de saúde e sugeriu que a Abrasco divulgue uma proposta da associação para a politica de RH do SUS.

Sobre o Comitê Assessor e Conselho Deliberativo – CNPq, foi publicada nota sobre o fim do prazo para as Bolsas de Produtividade em pesquisa do CNPq. Os participantes da reunião ainda avaliaram o andamento dos 3 eventos deste ano: 2º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, VI Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária e VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde.

O ex-presidente da associação, Luiz Facchini participou da Reunião através de vídeo conferência. Em pauta, as relações internacionais da Abrasco, a participação na reunião da WFPHA e o Congresso de Epidemiologia em Granada.

Para o calendário ainda deste ano, ficou deliberado que a diretoria vai se reunir novamente na Reunião do Movimento da Reforma Sanitária Brasileira que aconteceu em julho em Recife e voltará a se repetir em Belo Horizonte – inserida na programação do 2º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que acontece de 1º a 3 de outubro, na capital mineira. E ainda na Assembleia Geral, dia 14 de novembro, inserido no VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde.

As novas reuniões de diretoria para 2014 já ficaram marcadas:

– 13 e 14 de fevereiro em Salvador, 7 e 8 de abril em Pelotas, 4 e 5 de junho em Vitória.

Participaram da reunião: Luis Eugenio, Laura Macruz, Ligia Bahia, Thiago Barreto, Carlos Silva, Julio Wong, Vilma Reis, Marco Aurélio, Nelson Gouveia, Nilson do Rosário, Rosana Onocko, Juan Rocha, Oswaldo Tanaka, Maria Amelia Veras, Fausto Soriano, Mara Gomes, Simone Diniz, Paulo Frazão, Jose Carvalheiro, Mario Scheffer, Marco Akerman, Maria Novais, Luis Eduardo Batista, Denise Martin, Nelson Ibañez.

ACESSE AQUI A MEMÓRIA DA 1º REUNIÃO

 

ACESSE AQUI A MEMÓRIA DA 2ª REUNIÃO

 

ACESSE AQUI A MEMÓRIA DA 3ª REUNIÃO

 

ACESSE AQUI A MEMÓRIA DA 4ª REUNIÃO

 

Comments

comments