Hermano Castro assume direção da ENSP / Fiocruz.


 

27 de maio de 2013

 

Novo diretor da Escola Nacional de Saúde Pública recebe cargo e aponta novos desafios para os próximos quatro anos. Cerimônia de posse inaugura gestão de Hermano Castro à frente da ENSP/Fiocruz.

 

 

 

As marcas de execelência conquistadas pela Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) nos últimos nove anos e os novos desafios em prol do Sistema Único de Saúde (SUS) foram os pontos altos da cerimônia de posse que marcou o início da gestão do professor-doutor Hermano Castro à frente da direção da Instituição pelo próximo quadriênio (2013-2017).  O evento, que reuniu mais de 200 pessoas entre autoridades, pesquisadores, funcionários e bolsistas, aconteceu na manhã desta segunda-feira, 27 de maio, na sede do Instituto.

 

Mais do que fazer uma avaliação de seu período à frente da Instituição, o Professor Doutor Antônio Ivo de Carvalho iniciou a cerimônia destacando as marcas de excelência que a Escola aprofundou e desenvolveu ao longo dos nove anos de seus dois mandatos.

 

A vocação inovadora e empreendedora da Ensp, elemento central na formação de políticas e de recursos humanos para o SUS; a promoção do debate político direto entre os pesquisadores, seja pelas publicações Cadernos de Saúde Pública e RADIS, bem como o crescente espaço que porta-vozes e pesquisadores da Instituição assumem na grande imprensa, além da responsabilidade do atual formato de gestão dos cursos de stricto e latu sensu – descentralizados e intimamente ligados à formação de quadros tanto para a saúde pública brasileira como latino-americana foram alguns dos pontos citados.

 

Na sequência, Hermano agradeceu as palavras de seu antecessor e frisou o desafio que será sucedê-lo, responsabilidade que buscará dividir com toda a comunidade. Castro afirmou que prosseguirá na aplicação das deliberações do Regimento Interno da Unidade com o lançamento de três fóruns de discussão e deliberação: o de Movimentos Sociais, que abraçará os debates referentes ao mestrado profissional em saúde pública para os membros do Movimento Sem-Terra (MST), entre outros temas e lutas; o de Comunicação e Informação e o de Saúde Ambiental. Anunciou  também o interesse em organizar a Semana Sergio Arouca em setembro, uma homenagem aos dez anos de falecimento do sanitarista e um espaço na agenda da Instituição que propicie a discussão sobre o passado, presente e futuro da ENSP.

 

Ao fim da cerimônia, o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, elogiou o espetáculo de participação coletiva e democrática que a cerimônia simbolizava, apostando nos grandes saltos que a Unidade continuará a dar em prol da saúde pública do país, tanto pela contínua formação de recursos humanos para o SUS como pelo desenvolvimento de um programa institucional em pesquisa e prevenção em tubercoluse e o início do projeto executivo do novo prédio de laboratórios da ENSP, que tem seu início das obras previsto para o primeiro semestre de 2014, entre outros pontos.

 

 

MENSAGEM DO PRESIDENTE DA ABRASCO AOS COLEGAS DA ENSP

DIVULGADA NA CERIMÔNIA DE TRANSMISSÃO DE CARGO DE DIRETOR 

 

Impedido de estar presente por conta de compromisso da Abrasco em Campinas – o 1o. seminário preparatório do 2o. Congresso de Política, Planejamento e Gestão da Saúde – e acatando a sugestão do querido colega Ary Miranda, gostaria de aproveitar a oportunidade dessa solenidade de transmissão de cargo para, em primeiro lugar, manifestar todo o respeito e o reconhecimento da Associação Brasileira de Saúde Coletiva à grande Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, casa de tantos mestres e líderes da Saúde Coletiva brasileira.

 

Em segundo lugar, devo saudar o diretor que agora encerra seu mandato, Antônio Ivo de Carvalho, parabenizando-o pelo trabalho realizado, que levou a muitas conquistas, dentre as quais, pode-se destacar a reafirmação da ENSP como escola de formação e qualificação de trabalhadores e profissionais para o Sistema Único de Saúde.

 

Finalmente, quero desejar ao novo diretor, Hermano Castro, muito sucesso nessa nova missão. Pesquisador, professor e gestor experimentado, Hermano representa ainda a independência e a altivez da comunidade da Saúde Coletiva, que não se intimida nem mesmo frente à truculência de agentes econômicos poderosos.

 

Hoje como sempre, os desafios que se colocam para a Saúde Coletiva são enormes. Para enfrentá-los, a Abrasco conta com a ENSP, do mesmo modo que se põe à sua disposição.

 

Cordialmente,
Luis Eugenio de Souza
Presidente da Abrasco

 

 

Comments

comments