Maria Inês Badaró e Rosana Onocko abordam ações de saúde mental na ‘Saúde e Sociedade’

A Revista Saúde e Sociedade acaba de publicar seu novo número (volume 26, número 2, 2017). O atual número conta com 21 artigos e dentre estes os mais diversos temas são abordados, como: o gerenciamento e organização do Sistema Único de Saúde; a participação social na saúde coletiva; a organização e prática da vigilância em saúde em municípios de pequeno porte; a presença invisível dos conselhos locais de saúde; reflexões sobre o descobrir-se soropositivo, entre outros.

As abrasquianas Rosana Onocko-Campos, da Universidade Estadual de Campinas e Maria Inês Badaró Moreira, da Universidade Federal de São Paulo assinam o artigo ‘Ações de saúde mental na rede de atenção psicossocial pela perspectiva dos usuários’ onde analisam ações em saúde mental a partir da rede de atenção psicossocial pela perspectiva dos usuários. O resumo esclarece ainda que ‘Usou-se metodologia participativa de quarta geração. De acordo com os resultados, os dados evidenciam desafios na implementação de ações de saúde mental na atenção básica e em diferentes pontos da rede psicossocial, visto que os usuários reconhecem a existência de uma rede de saúde, mas indicam acesso limitado a ela, pois entendem que as ações poderiam ser realizadas em espaços facilitadores de sua aproximação e inserção na comunidade. Há fragilidade na articulação e na efetivação de cuidados integrados nos serviços e, consequentemente, as demandas de saúde mental se mantêm centralizadas nos serviços especializados, demonstrando forte inibição do trabalho em rede. Conclui-se que os limites do trabalho em rede apresentam desafios no cotidiano dos usuários dos serviços e apontam outros desafios para a construção de novas possibilidades e avanços em direção à inserção social’.

Confira aqui a página com todos os artigos desta edição.

 

 

Comments

comments