Academia, profissionais e população construindo conhecimento sobre pandemia e saúde

Professor José Ivo Pedrosa

Lançado em 17 de setembro, uma nova pesquisa do PROFSAÚDE irá se dedicar a entender e atuar na prevenção e controle da Covid-19 a partir da compreensão da ciência pelos usuários do SUS e moradores dos territórios. Vice-presidente da Abrasco e integrante do Grupo Temático Educação Popular em Saúde, José Ivo Pedrosa é o pesquisador responsável pelo projeto, juntamente com Julio César Schweickardt, da Fiocruz Amazonia, que tem como título “Prevenção e controle da COVID-19: estudo multicêntrico sobre a percepção e práticas do cotidiano das orientações médico-científicas pela população dos territórios de abrangência da Atenção Primária à Saúde” e valoriza o diálogo com a população.

No evento de lançamento participaram diversos convidados e convidadas que saudaram a iniciativa. José Ivo ressaltou em sua fala a importância de despertar o interesse dos mestrandos em consonância com os objetivos do projeto: “Como vamos conciliar os objetivos da pesquisa nacional com o do mestrando? Se o mestrando não tem uma motivação, fica um trabalho chato. E nós queremos que seja um processo vivo e amoroso”.

O professor destacou ainda que “um dos pontos importantes no projeto é reconhecer que existe um saber que orienta a vida no cotidiano e que a comunicação entre profissionais de saúde e a população ocorre no diálogo entre saberes tendo como base a escuta sensível na construção compartilhada de um conhecimento que tenha sentido para a vida dos sujeitos comunicantes”.

A centralidade da comunicação com sociedade

Presente ao evento, Gulnar Azevedo, presidente da Abrasco, falou da importância da pesquisa no campo de uma relação direta e uma comunicação clara com a população, algo que não tem sido feito pelo governo federal e que é apresentado pela Frente Pela Vida: “A população está perdida. Temos defendido no Plano Nacional de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19 que falta uma comunicação clara do governo. Há um grande vazio em mostrar à população o que é seguir a ciência, que é a saúde pública. Trabalhar isso com formandos mestrando e profissionais de saúde é fundamental. A pesquisa está entrando numa lacuna fundamental”.

A atuação dos agentes comunitários, especialmente no campo da enfermagem, e sua força nos territórios foi ressaltada por Francisca Valda, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn): “É importante saber que esses atores do serviço, política e academia estão se juntando. A força da ação comunitária no território salva vidas”.

A difusão do conhecimento é outro ponto importante da proposta.  Os conteúdos de formação ficarão disponíveis na galeria de vídeos do PROFSAÚDE, abertos ao público. A participação nos treinamentos e validação dessa atividade são restritas ao ordenamento da pesquisa, realizada pelos alunos do programa. 

Veja a íntegra do evento do lançamento:

Sobre o PROFSAUDE: O Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família – Mestrado Profissional – PROFSAUDE – é um programa de pós- graduação stricto sensu em Saúde da Família, apresentado à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e aprovado em 2016. O mestrado é oferecido por uma rede nacional constituída  de 22 instituições públicas de ensino superior lideradas pela Fiocruz. O programa conta com a retaguarda do Sistema Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS). Acesse o site do programa.

Comments

comments

Deixe uma resposta