Universidades prestam homenagens às vítimas da Covid-19

Foto: Lucas Lobato / HC-UFMG

Compaixão, dor, indignação, revolta, saudade. Sentimentos misturados, difusos e compartilhados pelas pessoas, pelas comunidade e por toda a sociedade brasileira ao refletir sobre os 200 mil óbitos alcançados no último dia 7. Assim como a manifestação da Frente Pela Vida, outras organizações da sociedade civil se manifestaram, dentre elas, as universidades.

Em nome de suas comunidades acadêmicas, reitoras e reitores fizeram questão de registrar este triste marco. Para o reitor Marcelo Knobel, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), este número impressionante de vitimas não deve ser considerado normal, representando mais que dados, vidas perdidas e famílias inteiras enlutadas.

Já reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) manifestou seu luto pelas redes sociais, enquanto as reitorias da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) decretaram luto oficial de três dias.

O reitor Mario Sergio Alves Carneiro, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), lembrou que muitas dessas vidas perdidas na pandemia faziam parte da comunidade acadêmica da Universidade. Já a reitora Denise Pires de Carvalho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), gravou um áudio no qual presta sua solidariedade às famílias enlutadas e ressalta o papel dos profissionais do SUS espalhados pelo território nacional. “Todos se empenharam muito para que não tivéssemos mais perdas ainda de brasileiros”, disse Denise Pires de Carvalho.

Confira as notas:

Uerj entra em luto oficial pelas vítimas da Covid-19

Unicamp decreta luto em memória das 200 mil vítimas do coronavírus

UFRJ declara luto oficial de três dias após 200 mil mortes por COVID-19

UFMG em luto

Unifesp decreta luto em memória das mais de 200 mil vítimas da Covid-19

UFRRJ decreta luto oficial de três dias pelas 200 mil mortes por Covid-19

Comments

comments

Deixe uma resposta