Transmissões on line seguem em alta neste primeiro semestre

Assim como a Ágora Abrasco promoveu variados encontros entre docentes, pesquisadores, gestores e ativistas sociais ao longo do ano de 2020, diversas outras instituições tomaram o mesmo caminho e transformaram seus canais do Youtube em plataformas de conversas multidisciplinares, com conhecimento, troca social e formulação de estratégias de luta. Nossas transmissões foram retomadas em 27 de janeiro , e segurião com novidades em 2021. Na mesma toada, diversas unidades de ensino e pesquisa e treinamento em Saúde Pública e Coletiva e entidades do setor ou já iniciaram ou estão em processo de renovação das programações. Conheça o processo de organização de três programações, confira 11 playlists e colabore para a ampliação desta listagem.

Boa parte das instituições adotaram a estratégia logo no início do isolamento social. Uma delas foi o Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, que iniciou as transmissões do ISC em Casa, em 4 de abril passado. Ao todo foram 50 transmissões com variados formatos, como seminários científicos e encontros mais informais, incluindo a série Encontros Virtuais Trabalho e Educação em Saúde.

Toda a comunidade acadêmica do ISC/UFBA abraçou a programação, que teve condução mais próxima da direção e das coordenações da graduação e da pós-graduação junto com a equipe de comunicação do Instituto. “Este foi um importante espaço de escuta, trocas e compartilhamento de experiências que manteve vivo os vínculos entre docentes e discentes, assim como representou um espaço de cuidado “, ressaltam Isabela Cardoso Pinto, diretora, e Marcelo Castellanos, coordenador do PPG. A programação deste ano voltará no início do período letivo, em março.

Diferentes instituições, diferentes formatos e temas: A variedade de perfis contribui para uma diversidade de formatos, temas e convidados nas programações. O Centro de Relações Internacionais em Saúde (CRIS/Fiocruz) realizou 16 sessões dos Seminários Avançados em Saúde Global e Diplomacia da Saúde. Mesmo mais temática, as sessões promoveram diversas pontes entre diferentes campos de conhecimento e temáticas.

“Foram seminários, com grande participação do público e bom número de acessos e que trouxeram para o debate público especialistas de Saúde Pública e Relações Internacionais, dois mundos que se complementam e implicam para as políticas nacionais”, analisa Paulo Buss, coordenador do Centro. A temporada 2021 começou na quarta-feira, 10 de fevereiro, com a sessãoDeterminantes sociais da Saúde – Desafios na terceira década do século XXI”, e as próximas semanas já estão definidas.

A discussão da Saúde Pública e Coletiva imperou no ano, o que estimulou instituições de outros campos científicos a pautar reflexões sobre a pandemia a partir do SUS e do direito à saúde em suas atividades virtuais. O Instituto de Economia da Unicamp realizou 16 sessões ancoradas dedicadas à saúde e aos direitos humanos, com seus desdobramentos na seara política e econômica. Essas transmissões, que contaram com a participação de diversos abrasquianos, abrasquianas e militantes das demais entidades da Saúde Coletiva, estão agora organizadas na playlist O SUS e os Direitos Humanos no Brasil.

“A preocupação com a manutenção do SUS e os impactos da pandemia sobre a economia nos levou a fazer uma série de eventos on line.  Contar com as experiências e os conhecimentos de professores e pesquisadores da área da saúde nos ajudaram a entender e explicar a necessidade de sinergia entre saúde e economia para lidarmos corretamente com a crise do coronavírus”, diz André Biancarelli, diretor do IE-Unicamp.

Confira essas e outras playlists que concentram as sessões transmitidas em 2020:


Ágora Abrasco – programação da Abrasco

ISC em Casa – programação do ISC/UFBA

Encontros Virtuais Trabalho e Educação em Saúde – programação do ISC/UFBA

Seminários Avançados de Saúde Global e Diplomacia da Saúde – programação do CRIS/Fiocruz

O SUS e os Direitos Humanos no Brasil – programação do IE-Unicamp

Direito Sanitário em tempos de Pandemia – programação do Instituto de Direito Sanitário Aplicado (IDISA)

Favelas, pandemia e cidadania – programação organizada pela Universidade da Cidadania

Debate Cebes – programação organizada pelo Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes)

#MaisSUSmenosCorona – programação organizada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS)

Webnares sobre a Covid-19 – programação organizada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP)

Debates Virtuais #AoVivo Conass – programação organizada pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass)

Sua instiuição de ensino e pesquisa ou movimento social tem uma ou mais playlists temáticas dedicadas ou com destaque para o debate da pandemia? Escreva para comunica@abrasco.org.br com o assunto Playlist Covid-19 que acrescentaremos aqui!

Comments

comments

Deixe uma resposta