Assista ao lançamento do Plano Nacional de Enfrentamento à COVID-19

 

Lançado oficialmente nesta sexta-feira, 3 de julho, o Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19 mobilizou mais de 40 entidades presentes à sala virtual e foi saudado por parlamentares de diversas frentes, agremiações e estados a iniciativa, numa demonstração de força da ciência e da sociedade civil, mostrando que é possível superar essa grave crise sanitária  com conhecimento produzido pelas academias brasileiras e com a força do movimento social. Clique no player acima e assista à transmissão !

“Diante da omissão do governo federal no cumprimento de seu papel perante a população, ameaçada pela pandemia da COVID-19 e pelas graves crises dela decorrentes trazemos  uma contribuição viva na expectativa de ampliar o debate e cobrar do Estado o seu papel no enfrentamento desta gravíssima crise de saúde” disse Gulnar Azevedo, presidente da Abrasco. 

O documento traz uma estratégia abrangente, com várias medidas já conhecidas e que valorizam a interface dos conhecimentos e ação coletiva. Ao final, um conjunto de 60 recomendações direcionadas às autoridades políticas e às sanitárias; aos gestores públicos em saúde; e à sociedade em geral detalham caminhos possíveis para que o Brasil consiga dar uma resposta efetiva à pandemia.  

O documento segue aberto para contribuições, com área para comentários por seção, que estará pronta em breve. Acesse www.frentepelavida.org.br e siga atualizado das próximas ações. 

Assinam o PNE-Covid-19: Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO); Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBES); Associação Brasileira Rede Unida (Rede Unida); Associação Brasileira de Economia em Saúde (ABrES); Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn); Sociedade Brasileira de Virologia (SBV); Sociedade Brasileira de Bioética (SBB); Conselho Nacional de Saúde (CNS); Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT); Rede de Médicas e Médicos Populares (RMMP); Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia (ABMMD).

Comments

comments

Deixe uma resposta