Ágora Abrasco lança olhares para a pandemia na região pan-amazônica

Com uma área de cerca de 7 milhões de quilômetros quadrados abrangendo nove países (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, as duas Guianas, Peru, Suriname e Venezuela), sendo território comum a um grande número de povos originários, tradicionais e de ocupação recente, oriundos de diversas bases culturais e em meio a interesses econômicos, políticos e sociais particulares e, muitas vezes, conflitantes, a região pan-amazônica representa uma fronteira dentro das fronteiras; e seus habitantes merecem e exigem atenção nas ações de enfrentamento ao coronavírus.

Para apresentar dados de estudos já produzidos nesse um ano de emergência da Covid-19, analisar desafios e limites, e contribuir para a produção de estratégias de atenção à saúde para a região, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva promove mais uma Ágora Abrasco.

Painel:
Pandemia na Pan-Amazônia

Dia, Data e hora:
Quinta, 11 de março, às 16 horas

Convidados:
María Almirón, coordenadora interina da unidade de Vigilância, Preparação e Resposta a Emergências e Desastres da OPAS/OMS;

José Joaquín Carvajal Cortés, pesquisador do Instituto Leônidas & Maria Deane  – ILMD/Fiocruz Amazônia;

Gulnar Azevedo e Silva, presidente da Abrasco e professora do Instituto de Medicina Social (IMS/Uerj);

Ana Lúcia Pontes, coordenadora do Grupo Temático Saúde dos Povos Indígenas (GTSI/Abrasco) e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz)

Coordenação:
Luiza Garnelo, Conselho Deliberativo da Abrasco, integrante do GTSI/Abrasco e pesquisadora do ILMD/Fiocruz Amazônia.

Transmissão pela TV Abrasco:

Comments

comments

Deixe uma resposta