Em sessão, The Royal Society of Medicine aborda o enfrentamento da pandemia no Brasil, na Austrália e em Israel

Foto: Reprodução

O abrasquiano Luis Eugenio de Souza foi um dos convidados da The Royal Society of Medicine (RSM, do Reino Unido) e participou de uma discussão sobre Covid-19, que contou histórias e abordou os desafios nas respostas à pandemia em diferentes países: Brasil, Austrália e Israel.

O episódio integra a série realizada pela RSM sobre a Covid-19, feita “por profissionais de saúde para profissionais de saúde”. Os especialistas dos diferentes países discutiram taxas de infecção, vacinação, medidas de isolamento e relação entre política e ciência.

Luis Eugenio de Souza destacou a complicada situação no país, a pobreza, a fome a as vulnerabilidades. Sobre as dificuldades do Brasil no enfrentamento da pandemia, o vice-presidente da World Federation of Public Health Associations (WFPHA) e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) pontuou ainda que “a maior autoridade política do país constantemente nega a severidade da pandemia, estimula aglomerações, condena o uso de máscaras e as medidas de distanciamento social, além da negligência na questão das vacinas”, em tradução livre.

Veja na íntegra o episódio e a participação de Luis Eugenio de Souza, em inglês:

Comments

comments

Deixe uma resposta