Confira o pré-lançamento do novo dossiê contra os agrotóxicos e pela agroecologia

Atualizada em 15/04/21

A Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, a Associação Brasileira de Agroecologia (ABA) e a Abrasco convidam para o pré-lançamento do novo dossiê “Contra o Pacote do Veneno e em Defesa da Vida”. A nova publicação denuncia os riscos do modelo agroexportador e mostra que há sim alternativas viáveis e disponíveis, potencializando a produção agrícola e a vida. A atividade acontece nesta quinta, 15 de abril, quinta-feira, às 19 horas, com transmissão pela TV Abrasco, nosso canal no Youtube, no Facebook da Associação e também nas páginas da Campanha nas redes sociais.

+ Acesse o Sumário Executivo do novo Dossiê

A nova publicação traz a público um conjunto de produções técnicas-científicas que fundamentam as críticas ao “PL do Veneno” (PL 6299/02), que flexibiliza o marco regulatório de agrotóxicos e retrocede ainda mais na perspectiva de proteção à saúde e ao ambiente. O dossiê traz também a fundamentação científica que embasa a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos – PNARA (PL 6670/16). O projeto de lei também aguarda votação no Plenário da Câmara e propõe medidas para a promoção da agroecologia e da produção orgânica no país.

“Estamos desde o início da Campanha, nossas histórias e atuações integradas vêm de longa data. Um ano depois do nascimento da Campanha, realizamos uma oficina no 8º Congresso de Epidemiologia que resultou nas bases do Dossiê Abrasco – Um Alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na Saúde – o que marcou a trajetória tanto da Associação como da luta contra os venenos. Com esta nova publicação, queremos renovar essas estratégias que aliam ciência, comunicação e mobilização social”, detalha Fernando Carneiro, da coordenação do Grupo Temático Saúde e Ambiente, da Abrasco e um dos articuladores da nova publicação.

O lançamento marca também os dez anos da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida. Lançada em 7 de abril de 2011, essa ação coordenada e que congrega mais de 100 entidades da sociedade civil contribuiu para uma sociedade mais consciente dos riscos que o uso – qualquer uso – de agrotóxicos traz para a saúde dos trabalhadores do campo, dos consumidores de alimentos das médias e grandes cidades e para o meio ambiente.

Além de falas dos dirigintes das organizações organizadoras do livro vão participar ainda representantes da Fundação Oswaldo Cruz e da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), instituições parceiras desta história.

Assista à transmissão:


Comments

comments

Deixe uma resposta