Brasil é expressivo na comunidade global de saúde

Em maio de 2023 acontecerá o 17º Congresso Mundial de Saúde Púlica, em Roma, capital da Itália. O evento é organizado pela Federação Mundial de Associações de Saúde Pública (WFPHA, na sigla em inglês), e pretende receber milhares de pesquisadores, trabalhadores e gestores da saúde de todo o planeta. O Brasil estará presente, representado, inclusive, pela presidente da Abrasco – Rosana Onocko Campos – que participará de uma plenária sobre Saúde Mental.
 
Luis Eugenio de Souza, presidente da WFPHA, espera uma grande participação da comunidade da Saúde Coletiva brasileira no evento, apresentando seus trabalhos nas sessões de comunicação coordenada ou em oficinas de trabalho: “Usualmente, há muitos brasileiros nos congressos mundiais da WFPHA. Acredito que essa presença se repetirá em Roma”, afirmou.
 
Neste ano, o Brasil ganhou duas inserções internacionais importantes, no âmbito da saúde: em maio, Luis Eugenio assumiu a presidência da WFPHA, e, em setembro, Jarbas Barbosa foi eleito Diretor-Geral da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Ambos constroem a Abrasco há longa data, e suas conquistas são compartilhadas por toda a Saúde Coletiva. 
 
“A Saúde Púbica brasileira tem uma longa e respeitada história, desde os tempos de Oswaldo Cruz. Contemporaneamente, as conquistas do SUS, incluindo a afirmação da saúde como direito universal, têm inspirado muitos países ou, em muitos países, fortes movimentos pela democratização da saúde.
Não há dúvida que, da posição que estamos ocupando, temos oportunidades de ampliar e fortalecer o espaço que o Brasil ocupa na arena global da saúde”, pontuou Luis Eugenio.
 
17º Congresso Mundial de Saúde Pública
 

O tema do evento, que acontece de a 6 de maio de 2023, é  “Um mundo em turbulência: oportunidades para focar na Saúde Pública” (A World in turmoil: Opportunities to Focus on the Public’s Health). Segundo os organizadores, o mote reforça o compromisso da comunidade da saúde global para promover a equidade e construir um futuro mais sustentável e justo. 

Luis Eugenio comentou, ainda, que partircipar da construção do evento internacional tem sido uma oportunidade para enriquecer a compreensão dos desafios e das possibilidades da comunidade mundial da saúde pública de produzir conhecimento relevante e intervir na formulação de políticas públicas promotoras da saúde. 

As inscrições para o evento estão abertas até 19 de dezembro. 

Comments

comments

Deixe um comentário