Artigo de Carlos Monteiro analisa a busca pelo lucro e sua relação com doenças crônicas


A revista médica britânica The Lancet publicou esta semana uma Série de artigos que enfatiza a importância de prevenir as doenças não-transmissíveis, como câncer, diabetes e problemas cardíacos, hoje as principais causas de morte no mundo. Um destes artigos contou com a colaboração do professor Carlos Monteiro, associado ABRASCO que atualmente leciona no Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP e fala da relação das indústrias do tabaco, do álcool e de produtos alimentícios ultra-processados com a pandemia de doenças crônicas.

 

‘Profits and pandemics: prevention of harmful eff ects of tobacco, alcohol, and ultra-processed food and drink industries faz uma análise crítica das hoje tão frequentes parcerias público-privadas que colocam lado a lado organismos públicos nacionais e internacionais responsáveis pela defesa da Saúde Pública e indústrias de alimentos e de bebidas alcoólicas’ explica Monteiro.

Além de apontar um outro culpado para a epidemia de doenças não transmissíveis a qual o mundo vive hoje: o marketing agressivo de grandes indústrias de tabaco, álcool e alimentos não saudáveis ou "ultra-processados", o artigo aponta ainda que nenhuma medida de auto-regulação dessas indústrias parece ser eficaz.

 

O Professor Monteiro é graduado em Medicina, Residência e Mestrado em Medicina Preventiva, Doutorado em Saúde Pública, todos cursados na USP, e pós-doutorado no Instituto de Nutrição Humana da Columbia University. É coordenador científico do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo NUPENS/USP e suas linhas de pesquisa incluem métodos para avaliação nutricional de populações, tendência secular e determinantes biológicos e socioeconômicos de doenças relacionadas à nutrição e avaliação de programas de alimentação e nutrição.

Confira o artigo em versão original PDF aqui ou acesse o site da revista The Lancet

Comments

comments