Ameaças e violações à liberdade acadêmica são objeto de pesquisa nacional

O Observatório Pesquisa, Ciência e Liberdade da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o Observatório do Conhecimento e o Centro de Análise da Liberdade e do Autoritarismo (LAUT) lançaram uma pesquisa nacional que ouve docentes e pesquisadores de instituições de ensino superior de todo o País sobre ameaças e violações à liberdade acadêmica. 


Clique aqui para participar

“Por violações e ameaças entendemos ações e pressões feitas sobre professores e pesquisadores no exercício de suas atividades acadêmicas e que visam limitar ou constranger a autonomia universitária”, explica Josué Medeiros, coordenador do Observatório do Conhecimento. Segundo ele, com exceção dos casos que ganham repercussão na mídia, não há uma dimensão real do problema e pouco se sabe sobre como as vítimas lidam com as ameaças e violações. “O levantamento dessas informações ajudará a aprofundar o debate sobre o assunto.”

O lançamento virtual aconteceu na quinta-feira (19) e contou com a presença de pesquisadores e acadêmicos que sentiram na pele os efeitos dessa ameaça, como os abrasquianos Debora Diniz, antropóloga e Pedro Hallal, epidemiologista. 

A pesquisa leva 10 minutos para ser respondida e irá ajudar as entidades a dimensionarem eventuais violações e ameaças ao exercício da liberdade acadêmica e de cátedra ao longo dos últimos anos.  A pesquisa garante o sigilo e o anonimato dos participantes. 

Assista ao lançamento:

Comments

comments

Deixe uma resposta