Abrasco participa da criação de agência de acreditação para pós-graduação


Trabalho conjunto entre Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Ministério da Saúde e a Rede de Escolas de Saúde Pública criará a agência brasileira de acreditação de cursos de pós-graduação lato sensu na área da saúde. A ideia é que os três atores coordene essa futura agência.

Durante os dias 18 a 22 de fevereiro serão realizadas reuniões, em Rennes, na França, que deverão definir a organização da agência e sua operacionalização. Ao final do encontro, espera-se ter uma proposta bem desenhada de estrutura e funcionamento da agência, incluindo mecanismos de governança e financiamento, assim como uma estratégia de formação e capacitação de experts em acreditação pedagógica em cursos de especialização.

Participam do evento Luis Eugenio de Souza, presidente da Abrasco, Isabela Cardoso de Matos Pinto, coordenadora do GT de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde da Abrasco, Tania Celeste Nunes e Rosa Pinheiro, coordenadora e secretária-executiva, respectivamente, da Rede de Escolas de Saúde Pública.
O presidente da Abrasco destaca que "a acreditação é uma estratégia reconhecidamente eficaz de garantia e melhoria contínua da qualidade de serviços, tanto de saúde, quanto de educação. Os cursos de especialização das ESP [Escolas de Saúde Pública] têm formado e capacitado vários milhares de trabalhadores do SUS e para o SUS. Assim, promover a qualidade desses cursos é fundamental para assegurar a oferta de serviços de saúde de qualidade".


A proposta da criação da agência foi iniciada no final da década dos anos 1990 como parte de uma cooperação entre a Escola Nacional de Saúde Pública de Rennes Sorbonne Paris e a Escola Nacional de Saúde Pública do Rio de Janeiro.

Comments

comments