GT SAÚDE E AMBIENTE

O Grupo Temático Saúde e Ambiente foi instituído no ano de 2000 e está constituído por 19 membros, a maioria oriundos da academia, com linhas de pesquisas que cobrem a articulação entre a saúde com o ambiente, os processos produtivos, o saneamento e a justiça ambiental. As pessoas são oriundas de diversos estados e instituições como a UFSC; USP; UFRJ; Fiocruz; UFMG; UPE; UFC; UnB; UNICAMP, UFPr; OPAS; Instituo Evandro Chagas/PA, SMS de Porto Alegre e UNISINOS.

Embalado com a perspectiva de construção de uma política de saúde ambiental no Sistema Único de Saúde-SUS e com o fortalecimento desse campo nas pós-graduações de Saúde Pública / Saúde Coletiva, o GT produziu um intenso trabalho de reflexão teórica e de colaboração direta com as ações da chamada “vigilância em saúde ambiental” em desenvolvimento no SUS, especificamente atendendo a demanda de capacitação técnica para a rede de saúde Estadual e Municipal. No campo da formação acadêmica e da pesquisa, o GT promoveu duas oficinas com os programas de Saúde Coletiva/Saúde Pública do país visando articular melhor o campo da Saúde e Ambiente como uma área estruturante da Saúde Coletiva. Também organizou corredores temáticos de Saúde e Ambiente nos principais congressos da ABRASCO, chegando finalmente a organizar seu primeiro Simpósio no ano de 2010 sobre o lema “Ciência e Saúde Ambiental – Teorias, Metodologias e Práxis”.

Mais recentemente, o esforço de produção do Dossiê Abrasco:, um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde, foi  uma demonstração dessa trajetória.  Pautando o tema em grandes eventos como o World Nutrition; a Cúpula dos Povos na Rio + 20; e o X Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, todos do ano 2012, colocou na agenda nacional e latino-americana de modo articulado com o movimento social e diversos Grupos Temáticos da própria Abrasco esse debate, claramente a partir do  lugar de uma Ciência não subordinada. Também no GT foi gestada a criação da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária , assumida como agenda de toda a ABRASCO.

O GT de Saúde & Ambiente da ABRASCO irá realizar no período de 19 a 22 de outubro de 2014, na cidade de Belo Horizonte/MG, o 2º Simpósio Brasileiro de Saúde & Ambiente (2ºSIBSA). O tema central deste simpósio será “Desenvolvimento, Conflitos Territoriais e Saúde: Ciência e Movimentos Sociais para a Justiça Ambiental nas Políticas Públicas”, divido em três eixos: Desenvolvimento Socioeconômico e conflitos territoriais; A função social da ciência, ecologia de saberes, e outras experiências de produção compartilhada de conhecimento; Direitos, justiça ambiental e políticas públicas.

O Simpósio tem o propósito de congregar e propiciar o diálogo entre a comunidade de pesquisadores, acadêmicos, gestores, profissionais de saúde e movimentos sociais em torno dos conflitos territoriais em curso no país, seus desafios e alternativas para a garantia do direito à saúde e da justiça ambiental, na perspectiva da ciência, das políticas públicas e da ação política da sociedade.

A prática e a reflexão teórica do campo da “saúde e ambiente”, que busca articular os temas do desenvolvimento econômico e social, ao da produção, do ambiente e da saúde, exigem cada vez mais uma perspectiva interdisciplinar, intersetorial e de inclusão pela via da construção de saberes de forma compartilhada com os sujeitos que vivem nos espaços de desenvolvimento humano onde se desenrolam os processos implicados na determinação da saúde e da vida. Esses são os atuais desafios do GT de Saúde e Ambiente.