Roda de Conversa saúde da população negra no Congresso do Conasems

Luís Eduardo com Carmem Guariente e Thiago de Abreu – Crédito: UNFPA Brasil/Giselle Cintra

A atenção da saúde da população negra nos municípios brasileiros foi o tema de uma roda de conversa realizada no último dia 15 de julho, no XXXVI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde. A mesa foi coordenada por Luís Eduardo Batista – SES-SP/GT Racismo e Saúde da Abrasco, convidado pela Fiocruz e pelo CONASEMS.

Nesse mês de julho acontece a Mobilização Pró-Saude da População Negra, promovida pela Aliança Pró-Saúde da População Negra, com parceria da Fiocruz, que propôs ao CONASEMS debater com gestoras e gestores municipais “Quais são os desafios enfrentados pelos municípios para implementarem a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN)?”.

Esquenta Abrascão compõe mobilização Pró-Sáude da População Negra – Nesta quinta, 28, às 16 horas

Além de Luis Eduardo Batista, a atividade teve participação de Thiago Nogueira de Abreu, coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiolôgica da Secretaria Municipal de Saúde de Cachoeira Dourada (GO), Carmen Silvia , secretária municipal de saúde de Araçatuba (SP), e Valcler Rangel, chefe de gabinete da Presidência da Fiocruz.

“A Roda de Conversa foi importante por podermos discutir como gestoras e gestores os problemas que o SUS vem enfrentando para garantir o acesso a todas e todos, dentre eles o subfinanciamento, a carência de profissionais médicos e a formação dos profissionais para atuarem no sistema, e que esses problemas acabam por dificultar atender as políticas de promoção da equidade, em especial à dedicada à saúde da população negra, que se propõe enfrentar o racismo, um problema estrutural da nossa sociedade”, comenta Luís Eduardo.

Durante a roda, foram tratados os principais desafios na atualidade a respeito da saúde na população negra e a relevância do assunto: “Temos que cobrar e atuar em outras áreas especificas da saúde deste recorte populacional, tais como: hipertensão, diabetes, violência, rastreamento de mamografia e HPV, dentre outros”, atenta Thiago Nogueira de Abreu. “Foi um encontro essencial para trocas de experiências nos dando oportunidade de levar nossa fala a setores de extrema importância nos debates e discussões nesta temática”, completa o coordenador da SMS de Cachoeira Dourada.

Comments

comments




Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.