Abrasco e Cebrap celebram acordo para realizar estudos sobre os impactos da Covid-19 na saúde da população negra

Foto: Brasil de Fato – Fotos Públicas

Produzir pesquisas e estudos sobre os impactos que a pandemia da Covid-19 gera na saúde da população negra brasileira e disseminar o conhecimento resultante desse trabalho. Esse é o conteúdo central do acordo de cooperação mútua assinado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e que relaciona diretamente o Grupo Temático Racismo e Saúde da Abrasco e o AFRO – Núcleo de Pesquisa e Formação em Raça, Gênero e Justiça Racial (“Afro”) do Cebrap.

Segundo Luís Eduardo Batista, coordenador do GT Racismo e Saúde da Abrasco, “a cooperação entre as duas instituições fortalece a análise sobre a questão racial na pandemia e também a produção de ações, pois potencializa o que já vem sendo feito pelo GT Racismo e pelo Arfro no Cebrap”. Além disso, o professor destaca que, em um momento em que os recursos para pesquisas têm sido cada vez mais escassos, a atuação conjunto de dois grupos potencializa o trabalho.

Dentre as ações previstas no projeto, estão a produção de informativos, organização de seminários, workshops e outros eventos acadêmicos. A participação colaborativa em fóruns acadêmicos e em associações científicas nacionais e internacionais, com apresentação de resultados de pesquisas e o intercâmbio de pesquisadores do Cebrap e da Abrasco também estão indicadas dentro do projeto.

E para ampliar a divulgação e comunicar ao público sobre o conhecimento produzido, estão previstas entrevistas com pesquisadores da Abrasco e textos a respeito das temáticas para disseminação em mídias parceiras do Afro, incluindo a plataforma Nexo Políticas Públicas.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *