Reunião do GT de Promoção da Saúde e Desenvolvimento Local Sustentável

‘Era 13 de maio de 2013, e o simbolismo da data relacionada com a abolição da escravatura nos inspirou a pensar em formas que nos libertassem dos grilhões da nossa organização tradicional do GT’ comenta Marco Akernan – Coordenador nacional do GT de Promoção da Saúde e DLIS da ABRASCO.

Neste mês de maio, 15 membros do GT de Promoção da Saúde se reuniram em São Paulo, na Faculdade de Saúde Pública da USP e durante todo o evento debateram sobre o futuro do GT.

A mediação foi feita por Mille Bojer – uma facilitadora experiente e criadora de diálogos em grupos e processos de mudança. Que abriu em São Paulo a sede de Reos Partners no Brasil, após ter trabalhado por oito anos na África do Sul. nacional. Mille desenvolveu uma larga experiência com facilitação de comunidades de aprendizagem, promovendo diálogo e também a construção de redes e organizações.

Akerman complementa que, como resultado, ‘desencadeamos uma perspectiva de ativar o GT como uma rede de Promoção da Saúde e Desenvolvimento Integrado e Sustentável em que seus “nós” representem nossas agendas prioritárias’.
Estas agendas e seus respectivos ativadores são:
1. Agenda internacional e eventos estratégicos – Regina Bodstein, FIOCRUZ
2. Agenda nacional e eventos estratégicos – Marco Akerman, FMABC
3. Avaliação, pesquisa e publicação – Ronice Franco de Sá, UFPE
4. Formação e Educação Permanente – Patricia Ferras – Ministério do Planejamento
5. Articulação Inter-GT – Edmundo Gallo, FIOCRUZ
6. Incorporação de novos atores – Izabelle Vianna – UNAMA
7. Comunicação – Veruska Prado, UFG
8. Marco Conceitual – Danielle  Alencar Cruz, Ministério da Saúde
9. Sustentabilidade finaceira – Todos

Este conjunto de ativadores forma, agora, o Colegiado de Coordenação do GT Pro-Rede, tendo Marco Akerman como o coordenador do Colegiado. Em cada uma destas agendas se incorporarão qualquer pessoa que queira ser membro, formando redes de solidariedades de ativação das agendas. O Colegiado de Coordenadores e as redes de solidariedades das agendas formam o Fórum Ampliado de participação no GT.

Esta arquitetura estará sob análise permanente e em 2015, coincidindo com a mudança da atual Diretoria da ABRASCO, far-se-á, também, a alternância de coordenadores do Colegiado e a validação, ou não, do modo de trabalhar em Rede que o GT optou agora por seguir. ‘‘Na próxima reunião da Diretoria da ABRASCO, estamos nos propondo apresentar e discutir este novo formato em Rede com os companheiros da Diretoria e dos outros GTs presentes’ anuncia Marco.

Comments

comments




Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *