GT GÊNERO E SAÚDE

O GT Gênero e Saúde foi criado em 1995, com a finalidade de contribuir com o ensino e a produção do conhecimento sobre os impactos das desigualdades sociais entre homens e mulheres na saúde. O GT Gênero Abrasco tem buscado fortalecer a interlocução entre acadêmicos, profissionais de saúde e militantes dos diversos os movimentos sociais, visando tornar o conhecimento científico cada vez mais útil e acessível.

Neste interlocução também se procura captar demandas emergentes para o processo de produção de conhecimento, formação de profissionais e atuação política no campo de gênero e saúde, atuando para a aprofundar a compreensão de fenômenos de interesse na área de Saúde Coletiva, abordando novos temas e revisitando antigos, na perspectiva das relações de gênero.

O GT incorpora, por meio da produção de seus integrantes, um extenso leque de temas, como reprodução, juventude, violência doméstica e sexual, Aids e outras DST, controle social, monitoramento e avaliação de políticas e programas para mulheres, dentre outros. De mesma forma, sua composição inclui pesquisadoras oriundas do campo da epidemiologia e das ciências humanas e Sociais.

Dentre as suas atividades regulares se incluem o assessoramento à diretoria da Abrasco nas questões pertinentes, a participação organizada nos congressos da Abrasco e em outros eventos afins; a organização de seminários e oficinas de trabalho, com publicização dos resultados e, mais recentemente, a edição em português da revista Reproductive Health Matters – Questões de Saúde Reprodutiva.