GT EDUCAÇÃO POPULAR E SAÚDE

O GT de Educação e Saúde da Abrasco nasceu durante o Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva em Salvador, nos dias 28 e 29 de agosto de 2000, a partir da Oficina da Rede de Educação Popular e Saúde (REDEPOP), com participantes da Rede e outros profissionais de serviços e da área acadêmica envolvidos com o tema.

Foram debatidos princípios conceituais e metodológicos de uma área de pensamento e ação que vem assumindo importância crescente na trajetória da Saúde Coletiva brasileira. Mais recentemente, no contexto da implementação do Programa de Saúde da Família, e com as demandas para a formação de pessoal e para a avaliação das ações de saúde, apontou-se para os integrantes da oficina de Educação Popular e Saúde a necessidade da institucionalização das atividades vinculadas à formação e à pesquisa, ensejando a proposta da criação do Grupo de Trabalho da Abrasco.

Os objetivos do GT voltaram-se, neste primeiro momento, para:

– a inserção e fortalecimento do tema EPS na formação ampliada de recursos humanos em saúde em nível de graduação e pós-graduação lato e stricto sensu;
– o desenvolvimento de projetos integrados de pesquisa, organizados em torno de linhas de pesquisa, vinculando grupos de diferentes instituições acadêmicas;
– a divulgação das reflexões teórico-metodológicas do campo, através de publicações (livros, artigos, hipertextos, etc.), do boletim Nós da Rede, da página na Internet e na lista de discussão.

Em encontros posteriores, avançou-se na definição de objetivos de articulação deste GT com outros atores sociais, tais como movimentos e grupos sociais da área da saúde, movimentos estudantis, de profissionais de saúde. A partir de 2003, buscou-se incluir também os sujeitos envolvidos com práticas educativas transformadoras, e a partir da estruturação da ANEPS – Articulação Nacional de Movimentos e Práticas de Educação Popular e Saúde, que envolve militantes de movimentos e pessoas que desenvolvem práticas educativas, além dos parceiros institucionais de secretarias municipais e estaduais de saúde, e do Ministério da Saúde.

No Congresso da Abrasco de  2006, o GT EPS, articulado à ANEPS e REDEPOP estruturou a TENDA PAULO FREIRE, visando oferecer aos participantes um espaço para o debate de temas relevantes para profissionais de saúde, movimentos sociais, na perspectiva de ampliação da discussão sobre a Saúde Coletiva nos eventos acadêmicos. No próximo Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, em Salvador, o GT EPS se responsabilizará por algumas atividades, incluindo Fórum EDUCAÇÃO POPULAR: DIÁLOGOS E LUTAS PELA SAÚDE.