Ágora Abrasco amplia formatos e convida a sociedade a aprofundar a reflexão sobre a pandemia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois da estreia exitosa, Ágora Abrasco reinventa-se e reafirma esse novo ponto de encontro da Saúde Coletiva na internet. Nesta sua segunda semana de transmissões, a grade de programação está ampliada com um novo dia e formato, e traz para a pauta a saúde da população negra, modelagem em epidemiologia e o cenário da emergência nas Américas, temas centrais diante da pandemia do novo coronavírus (SARS CoV-2).

Lançada pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva – ABRASCO – na semana passada, no Dia Mundial da Saúde (7/4), a Ágora Abrasco é um espaço virtual com programação diversificada e aberta ao público. Em tempos de isolamento social, a ideia é promover diálogos produtivos – para dentro e para fora da Saúde Coletiva – entre pesquisadores que buscam, coletivamente, compreender a pandemia da Covid-19, prever seus impactos no sistema de saúde e traçar estratégias para redução de danos, tanto de vidas individuais como nas coletividades.

+ Assista às primeiras sessões da Ágora Abrasco

ÁgoraAbrasco experimenta uma nova modalidade de sessão, o colóquio, às terças-feiras, no qual as pessoas poderão assistir a ciência em construção, literalmente. Os colóquios serão reuniões de pesquisa transmitidas ao vivo, onde expositores e convidados, todos integrantes de diferentes núcleos de pesquisa, irão conversar e trocar informações sobre métodos de pesquisa, protocolos para a produção de dados e debater posicionamentos teóricos de fundo, produzindo contribuições ao estado da arte dos conteúdos científicosdeterminados. O público poderá acompanhar as reuniões pelo canal da Abrasco no Youtube.

O primeiro será nesta terça-feira, dia 14, com o título Métodos epidemiológicos e estatísticos para a definição de cenários frente à evolução da pandemia da Covid-19. A coordenação será de Guilherme Werneck, vice-presidente da Abrasco e docente da UERJ e da UFRJ, e contará com as exposições de Cláudia Codeço, pesquisadora do Progama de Computação Científica da Fundação Oswaldo Cruz (PROCC/Fiocruz), Marília Sá Carvalho, editora dos Cadernos de Saúde Pública (CSP) e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), Mauricio Barreto, coordenador do Centro de Integração de Dados e  Conhecimentos para Saúde (CIDACS/Fiocruz-Bahia) e Domingos Alves, professor do Departamento de  Medicina Social da Faculdade de the Medicina de Ribeirão Preto (FMRP/USP), com convidados de outros 10 programas de pós-graduação e centros de pesquisa.

Na quarta-feira, dia 15, será a vez do painel População Negra e Covid-19, articulado pelo Grupo Temático Racismo e Saúde (GT Racismo/Abrasco) reúne Marcia Alves, técnica na Superintendência de Atenção Primária à Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, técnica e pesquisadora na UFRJ; Joilda Nery, docente do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA); e Denize Ornelas, Diretora da Sociedade Brasileira de Medicina de Família (SBMFC). A coordenação será de Emanuelle Goes, pesquisadora do CIDACS/FIOCRUZ e do Instituto de Saúde Coletiva (ISC-UFBA).

Diretamente de Washington, Jarbas Barbosa, Diretor Adjunto da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS/OMS), fará a live A pandemia no mundo: uma perspectiva das Américas, abordando as ações de vigilância que agência vem desenvolvendo nos 35 países do continente. A coordenação será de Gulnar Azevedo e Silva, presidente da Abrasco, com moderação de Antônio Boing, vice-presidente da Abrasco e docente do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGSC/UFSC) e Regina Flauzino, do Conselho Deliberativo da Abrasco e professora do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal Fluminense (ISC/UFF).

Na sexta-feira, Naomar de Almeida Filho, vice-presidente da Abrasco, mediará na a ágora – um espaço fluido, inspirado, como o nome sugere, nas ágoras gregas, que não terá temas pré-programados. A proposta é que qualquer pessoa possa sugerir assuntos a serem discutidos no momento, uma espécie de balanço semanal das más e boas notícias sobre a pandemia. A ágora também é idealizada como um espaço de informação e combate às fake news: os dados e debates qualificados precisam romper os muros (ainda que virtuais) da academia.

Nas sessões, o público poderá interagir com perguntas, dúvidas e comentários por meio do chat do YouTube, mediado pela Comunicação Abrasco. Confira a programação e assista pela  TV Abrasco, canal da Associação no YouTube.  

Programação Ágora Abrasco  – De 14 a 17 de abri

Terça-feira – 14 de abril
Às 15 horas

Colóquio: Métodos epidemiológicos e estatísticos para definir cenários da progressão da pandemia da Covid-19
Expositores: Cláudia Codeço, Marília Sá Carvalho, Mauricio Barreto e Domingos Alves
Coordenação: Guilherme Werneck
Clique e assista à sessão 

Quarta-feira – 15 de abril
Às 16 horas

Painel: População Negra e Covid-19
Expositores: Marcia Alves; Denize Ornelas e Joilda Nery
Coordenação: Emanuelle Goes
Clique e assista à sessão

Quinta-feira – 16 de abril
Às 16 horas

Live: A pandemia no mundo: uma perspectiva das Américas

Convidado: Jarbas Barbosa, Diretor Adjunto da OPAS/OMS
Coordenação: Gulnar Azevedo e Silva
Clique e assista à sessão

Sexta-feira – 17 de abril
Às 16 horas

Ágora
Coordenação: Naomar Almeida Filho
Clique e assista à sessão

 

Comments

comments

Deixe uma resposta