I Congresso de Geografia da Saúde reúne saberes urbanos, geográficos e epidemiológicos para tomada de decisões em saúde


04 de dezembro de 2013 – Por Bruno C. Dias


Debater as condicionantes sociais em saúde e sua distribuição nos territórios é um dos objetivos do GeoSaúde 2014 – I Congresso de Geografia da Saúde para países em língua portuguesa. O evento será realizado entre 21 e 24 de abril de 2014, na Universidade de Coimbra, em Portugal. O primeiro período de inscrições encerram-se em 15 de dezembro.

 

Organizado pela Universidade de Coimbra em parceria com o Icitc/Fiocruz, o Instituto de Geografia da USP, Unesp e da Federal de Uberlândia, o evento tem como tema como tema o cruzamento dos saberes. Nesse sentido, articulará sete eixos temáticos que juntam conhecimentos da Saúde Coletiva, do Urbanismo, da Geografia e outros. Os eixos são: abordagens teóricas e epistemológicas em Geografia da Saúde; alterações demográficas e Saúde individual e coletiva; equidade e desigualdades em Saúde; variabilidade climática e vulnerabilidades em cenários de risco; Urbanismo e Saúde;  avaliação de impactos na Saúde e informação geográfica e sistemas de apoio à decisão. Entre os palestrantes estão Arlindo Philippi Jr., da Faculdade de Saúde Pública da USP; Carlos Alberto Masseca, vice-ministro da Saúde de Angola; José Manuel Perreira Miguel, presidente do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSARJ), entre outros.
 

Os debates principais abordarão o envelhecimento ativo e sustentável; políticas públicas para equidade em saúde; vulnerabilidade, risco e saúde urbana e sistemas de informação e decisão à saúde da comunidade. Haverá ainda cursos voltados para usos de informação geográfica e geoprocessamento para avaliações epidemiológicas, riscos climáticos e bioclimatologia. Saiba mais no site do evento

Comments

comments