Abrasquianos participam de congresso internacional sobre o mundo do trabalho

A mesa com os abrasquianos foi mediada por Silvio Caccia Bava, ao centro

Realizado entre 26 a 30 de agosto na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, o 6º Congresso Internacional de Ciências do Trabalho, Meio Ambiente, Direito e Saúde: acidentes, adoecimentos e sofrimentos reuniu um time de especialistas nas áreas abrangidas pelo temário. A Abrasco esteve representada pelos docentes Gastão Wagner e Lígia Bahia, que participaram da mesa “Seguridade Social e Saúde: saúde é direito e todos e dever do Estado. Interesses conflitantes”, juntamente com o deputado federal (PT-SP) e ex-ministro da saúde Alexandre Padilha.

A mesa debateu o atual cenário da Saúde Pública, que sofre  uma investida turbinada do setor de saúde suplementar, atacando por diferentes e diversas frentes. seja pela pauta apócrifa denominada “Admirável Mundo Novo”, feita sob encomenda dos grandes operadores, seja pelo fortalecimento das Organizações Sociais na prestação terceirizada da assistência à saúde.

“Fortalecer o SUS é fundamental em meio ao avanço dos planos de saúde, que têm agenda para 2020, ano de eleições, até porque muitas dessas empresas constituíram OSs (organizações sociais da saúde) para disputar espaços em prefeituras. E as OS se apresentam como grandes grupos empresariais. Existe até o Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde”, destacou Lígia, para quem a mobilização deve ser permanente apesar das dificuldades impostas pelos retrocessos políticos.

A abrasquiana falou também a necessidade de novas articulações políticas e institucionais em prol do SUS, como o Consórcio Nordeste, enquanto Gastão ressaltou o papel dos setores progressistas da sociedade repensarem estratégias e dar respostas concretas aos 12 milhões de desempregados no país e à parcela de 70% da população que depende unicamente do SUS. Leia a matéria  produzida pela Rede Brasil Atual, uma das parceiras do evento.

Comments

comments

Deixe uma resposta