As ideias que gestam a austeridade em debate na Uerj

Desde o seu lançamento, em 2017, o livro “Austeridade: uma ideia perigosa“, de Mark Blyth, tem suscitado diversos debates, sempre evidenciando que a construção de todo e qualquer discurso, inclusive o econômico, tem sua origem e “mitologias” próprias. Relacionar essa origem com o atual cenário econômico vivenciado no Brasil é o objetivo da mesa de debates sobre a obra, que acontecerá na próxima segunda-feira, 14, às 14 horas, no auditório 11 do campus Maracanã da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

O evento contará com a participação de Ricardo Lodi Ribeiro, professor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FD/UERJ); Bruno Leonardo Barth Sobral, professor da Faculdade de Ciências Econômicas também da Uerj; Esther Dweck, professora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ), e Sulamis Dain, professora aposentada do Instituto de Medicina Social (IMS/Uerj). A mediação será de Kenneth Rochel Camargo, professor do IMS/Uerj e coordenador do Fórum de Editores em Saúde Coletiva.

“Mark Blyth mostra em seu livro que a história de adoção de medidas de austeridade como resposta a crises fiscais  foi, invariavelmente, um fracasso, prolongando e aprofundando recessões e aumentando o desemprego. O quadro gerado pelas medidas de austeridade é duplamente importante do ponto de vista da Saúde Coletiva: por um lado, como mostrado em décadas de pesquisas em epidemiologia social, o agravamento das condições de vida aumenta consideravelmente a vulnerabilidade das populações atingidas; por outro, tais medidas, pelo seu próprio desenho, atingem políticas públicas que poderiam de alguma forma mitigar os efeitos da queda da atividade econômica, restringindo severamente, por exemplo, o orçamento do setor público de saúde”, explica Kenneth Camargo, que ressalta a opção do governo Temer pela Emenda Constitucional 95, que congelou investimentos na ordem social do orçamento federal pelo prazo de 20 anos. “Essa é uma das mais absurdas medidas de austeridade já tomadas no mundo. Para a sociedade brasileira, é fundamental democratizar a discussão sobre a economia, ainda mais em um ano eleitoral”, completa o abrasquiano.

Mesa de lançamento “Austeridade: uma ideia perigosa”
Debate com  Ricardo Lodi Ribeiro, (FD/UERJ); Bruno Leonardo Barth Sobral, (FCE/Uerj); Esther Dweck (IE/UFRJ), e Sulamis Dain (IMS/Uerj) – Mediação: Kenneth Rochel Camargo (IMS/Uerj)
Dia 14 de maio, às 14 horas
Auditório 11 – Campus Maracanã – Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Assista abaixo ao vídeo de divulgação da obra, apresentada pelo autor

E clique para ler a resenha da obra, escrita pelo economista Luiz Gonzaga Beluzzo, publicada no site Carta Capital

Comments

comments

Deixe uma resposta