Tribo Xavante faz ritual inédito em congresso internacional de Saúde Pública


Vinte índios Xavantes do Mato Grosso se apresentaram, dia 21 de agosto, na abertura do 11ª Congresso Mundial de Saúde Pública e do 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva num ritual que dificilmente realizam fora de suas aldeias nativas. Pintados e paramentados com adornos típicos, os índios fizeram a chamada “dança dos padrinhos”, um dos rituais em que celebram a passagem dos meninos da tribo da infância para a fase adulta. Na cerimônia, os índios fazem percussão com o pé e entoam cânticos dos padrinhos, que são geralmente os caçadores da tribo. Em geral, o ritual é realizado nas aldeias a cada dois anos em festas em que se celebra a maturidade dos jovens índios Xavantes.

O ritual foi especialmente escolhido pelo cacique Suptó para apresentação aos participantes dos Congressos. Alguns dos Xavantes saíram pela primeira vez da aldeia no Mato Grosso para a apresentação no Rio de Janeiro. Os Xavantes somam cerca de 10 mil pessoas, habitando mais de cem aldeias localizadas em oito diferentes reservas no Mato Grosso. Têm se destacado como uma das etnias que mais procuram preservar a cultura original de suas tribos.

Comments

comments