O poder feminino como condicao para o desenvolvimento


A importância histórica das mulheres em cargos de poder, cujas decisões repercutem nas esferas mundiais foi o tema de um debate acalorado, durante o 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. A Diretora da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), Mirta Roses Periago, coordenou a mesa “O empoderamento da mulher como condição para o desenvolvimento”, na quarta-feira, dia 23 de agosto.

Além Mirta, a mesa contou com as presenças de Nila Heredia, Ministra de Estado da Saúde da Bolívia e Margarita Gurdián López, Ministra de Estado da Saúde da Nicarágua.A trajetória de Mirta é um bom exemplo do tema abordado. A dirigente, destaque no cenário mundial, foi a primeira mulher eleita para comandar a Organização Pan-americana de Saúde desde a criação do órgão, há 100 anos. Roses, escolhida por ministros da saúde do continente americano em 2002, cumpre o mandato de cinco anos.

Comments

comments

Deixe uma resposta