Interação e troca de vivências movimentaram Espaço Associados Abrasco

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco – é conhecida e reconhecida por seus congressos e posicionamentos políticos pelo fortalecimento do SUS e em prol do direito à saúde, expresso no grande leque de pautas e lutas do setor saúde. No entanto, poucos lembram e muitas vezes não sabem que a Abrasco também é uma associação sem fins lucrativo e aberta a todas as pessoas envolvidas com a construção do conhecimento e das práticas em saúde e que acreditam na participação social e na democracia. Para ampliar essa percepção e a interface com comunidade da Saúde Coletiva, a cada evento científico organizado pela entidade, o setor Associados investe em novas formas de apresentar a Abrasco e receber os congressistas e participantes.  No 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva – Abrascão 2018 – a celebração dos 30 anos do SUS, a interação e troca de vivências deram a tônica no Espaço Associados.

O objetivo da ação foi oferecer a associadas e associados um espaço de interação e contato, tanto com a instituição como entre os participantes. A logomarca do SUS foi colocada em plaquinhas, tornando-a um ícone típico de interação das mídias sociais, trabalhando a ideia de soma e adesão e convidando congressistas a fazerem fotos e postarem com as hashtags #SomosAbrasco #FortaleceroSUS #Abrascão2018. As paredes, revestidas com 6.435 folhas adesivas para recado – os famosos Post-It – viraram um grande mural, abrindo oportunidade para associados e público geral expressarem suas impressões e as dividirem com a Abrasco. “Queríamos um ambiente em que as pessoas se sentissem acolhidas e à vontade, para que elas pudessem ser ouvidas e conhecerem melhor o trabalho da Associação”, explicou Nayara Alves, responsável pelo setor de Associados da entidade.

Para isso, um estande de 25 m² foi montado na área de convívio, próxima à Abrasco Livros e ao Espaço Saúde & Letras, dando oportunidade para receber o afluxo do público e oferecer puffs para descansar entre uma sessão científica e outra, além de pontos para o carregamento de celulares e demais dispositivos eletrônicos e interação, que foram as mais variadas.

“As mensagens deixadas no estande mostraram diversas percepções sobre a saúde coletiva, muitas na mesma direção do que eu penso. Então você percebe que a visão sobre a saúde é uma coisa maior. As conversas também deram essa ideia, cada um falando de como são os cursos em cada estado, nas suas universidades e como fizeram seus próprios caminhos profissionais”, contou Nathalya de Moura Rezende, estudante de graduação do curso de Enfermagem da Faculdade São Camilo (RJ), que compôs o programa de voluntariado do Abrascão 2018 e atuou no estande. Além dela, trabalharam como voluntárias no estande as estudantes Bianca Nunes Correa (Nutrição/INU/UERJ); Debora Stephanie Hubner Canena (Nutrição/FN/UFF); Jéssica Farias Dantas Medeiros (Especialização em Saúde Coletiva/IS/SES-SP); Ingrid da Silva Pacheco (Nutrição/INU/UERJ); e Sandra Maria Bezerra do Nascimento (Saúde Coletiva/IESC/UFRJ).

Além da interação, o estande abrigou a urna para a eleição da nova diretoria da Abrasco e que foi oficializada na sessão de enceramento e mobilizou a a associação de novos 63 estudantes e profissionais. Ao longo de todo o período de divulgação do Abrascão 2018, de  julho de 2017, quando do seu lançamento até o último dia do evento, houve o aumento de 35,79% de associações e renovações.

Para além do aumento numérico no quadro associativo, a atuação do estande serviu para consolidar em muitos participantes a importância do campo da Saúde Coletiva e da própria Associação, como relatou Nathalya, que conheceu o campo da Saúde Coletiva e a própria Abrasco no estágio na coordenação de enfermagem do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP/Fiocruz). “Atuar no congresso e no estande foi muito importante, pois entendi muito mais sobre o campo, pude participar do congresso e ter acesso a relatos acadêmicos e de experiência de pessoas que passaram por diversas etapas de formação, coisas que acho que nunca veria na faculdade”. contou a jovem abrasquiana que, assim como as demais voluntárias e voluntários, ganharam a primeira anuidade gratuita da Associação.

+ Some-se também à luta do SUS e do direito à saúde! Associe-se à Abrasco

Comments

comments

Deixe uma resposta