Novo Dossiê Abrasco traz balanço sobre pandemia e apontamentos para o futuro

Uma síntese da percepção da Saúde Coletiva sobre o maior evento sanitário da nosso século, um inventário que cobra justiça e recomendações para um futuro com mais segurança. Lançado no 1º dia oficial do 13º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva (21/11), o Dossiê Abrasco Pandemia de COVID-19 é obra é fruto do compromisso político-científico de nossa Associação e numa construção voluntária de mais de 300 pesquisadores das diversas temáticas.

A obra foi apresentada por Rômulo Paes, vice-presidente da Abrasco e coordenador editorial do Dossiê.

“É um dossiê nosso, de todos nós, fruto da atual e da última gestão da Abrasco, presidida por Gulnar Azevedo Mendonça (2018 – 2021). São os principais autores e autoras da Saúde Coletiva no Brasil. São muitas vozes, que tratam dos legados e perspectivas para tratarmos emergências catastróficas como esta que ainda vivemos”, disse Paes Sousa.

O Dossiê traz também boas experiências dos governos estaduais, municipais e produções criativas, corajosa e solidárias do movimento social e recomendações da comunidade científica para o país.

“São 27 recomendações de várias áreas nas quais a Abrasco pretende contribuir, tanto na divulgação para que o Brasil faça um balanço sincero, um inventário justo do que tem sido essa vivência e apontamentos para o futuro de um Brasil melhor, que já começou”, concluiu o vice-presidente da Abrasco. A versão final estará disponível em 5/12.

Repercussão na imprensa:

O colunista Guilherme Amado adiantou o lançamento na sua coluna no Portal Metrópoles, que repercutiu o Dossiê no webjornal Boletim Metrópoles, com uma entrevista com o vice-presidente Rômulo Paes.

Acesse a 1ª versão da publicação

Comments

comments

Deixe um comentário