Banco de Leite Humano no Abrascão 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Abrascão contou com a participação do Banco de Leite Humano (BLH) do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz). Por possuir uma participação ativa de profissionais mulheres que podem estar gestantes ou amamentando, os organizadores do evento decidiram dedicar um espaço para orientações em aleitamento materno e seus benefícios, doação de leite humano e funcionamento dos Bancos de Leite Humano.

Clique aqui e confira o passo a passo da Doação do Leite

Sobre as atividades que foram realizadas pelo BLH do IFF/Fiocruz durante o congresso, a gerente do BLH do IFF/Fiocruz, Danielle Aparecida da Silva, destacou a discussão, através de rodas de conversa, de temas como manejo da amamentação, uso clínico do leite humano pasteurizado e manutenção do aleitamento materno no retorno ao trabalho/estudo. Danielle comentou que o objetivo do trabalho foi de ampliar o compartilhamento do conhecimento e de tecnologias voltadas para a Segurança Alimentar e Nutricional na atenção neonatal e para as ações de apoio, promoção e proteção em aleitamento materno.

“Levar o trabalho do BLH do IFF/Fiocruz para um evento do porte do Abrascão foi muito importante, por isso, aproveitamos o contato com os profissionais de saúde para apresentar as ações da Rede Global de Bancos de Leite Humano. Até sábado (28/7), fizemos rodas de conversa e exibimos vídeos educativos, e a equipe ficou à disposição para promoção e apoio do aleitamento materno para as congressistas”, afirmou ela.

A servente de limpeza Andressa da Silva Cesar está grávida de seu segundo filho e foi orientada sobre o armazenamento do leite para oferecer ao bebê quando retornar ao trabalho. “Tem muitas coisas que a gente acha que sabe, mas com o BLH do IFF/Fiocruz tive a oportunidade de aprender mais e trocar experiências. A roda de conversa tirou minhas dúvidas, agora vou usar com meus filhos e repassar para os conhecidos”, comentou ela.

Já a terapeuta ocupacional do grupo de apoio a maternidade Mergulho Materno Natália Augusto Nunes Gil, considerou o trabalho do BLH do IFF/Fiocruz durante o Abrascão essencial para levar informações, qualificar os profissionais e estimular a amamentação. “O leite materno é o melhor alimento para o bebê, pois ele é muito rico em nutrientes, melhor que qualquer fórmula, além de tudo estimula o vínculo entre a mãe e o bebê. Os bebês amamentados são mais seguros, tem mais afeto e isso é impagável”, ressaltou ela.

A psicóloga Márcia Leonardi Baldisserotto, que atua como assistente de pesquisa e é doutoranda em epidemiologia em saúde pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz), já foi doadora do BLH do IFF/Fiocruz e avalia o seio não só como um alimento, mas também como um lugar de segurança, aconchego e formação psíquica para o bebê. “Mesmo quem trabalha com esse universo perinatal, possui dúvidas. A roda de conversa foi muito positiva para mim, como mãe e profissional, principalmente pela troca de experiências com a equipe do BLH do IFF/Fiocruz, pois pude identificar como lidam em algumas situações, e aprender com o relato de casos que contribuem com a rotina do trabalho”, concluiu ela.

Comments

comments

Deixe uma resposta