Ausência de Sibele Ferreira emociona congressistas


Perto de 120 pessoas ocupavam o auditório, de 70 lugares, do Instituto de Química. Aguardavam pelo início da Mesa Redonda ‘Informação em Saúde, e-Saúde, e-SUS, Registro Eletrônico em Saúde, Telessaúde, Informática em Saúde: para Onde Caminha o Brasil?’ onde Eduardo Mota coordenaria as exposições de Giliate Cardoso Coelho Neto, Alexandra Monteiro e Ilara Hammerli Sozzi de Moraes.

Mas a Mesa Redonda ainda demorou cerca de 20 minutos para realmente começar, este tempo seria dedicado à sanitarista Sibele Maria Gonçalves Ferreira, militante da saúde, que faleceu há oito meses, em Belo Horizonte. Sibele dedicou boa parte dos seus 54 anos, ao trabalho estratégico de informações para saúde. E a Abrasco não poderia deixar de prestar homenagem à Sibele Ferreira. O material que compôs a apresentação feita em slides foi conseguido através da participação de vários amigos, que enviaram suas dedicatórias. O professor Luiz Augusto Facchini, do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas, apresentou o momento que relembrou Sibele e leu a mensagem que escreveu para o momento:

“Sibele Ferreira morreu. Morreu nossa colega querida. A Nega como diz Nilo. Minha amiga muito amorosa, amiga de tantos, dentro e fora da Saúde Coletiva. Sibele era feliz e risonha, apesar dos percalços que a vida traz. Motivada, queria mudar o mundo e a informação em saúde. Estar com ela era um privilégio. Pena que foi embora tão cedo e agora choramos de saudades. Pena que morreu da principal causa de morte em nosso país, mesmo tendo acesso a serviço especializado e plano de saúde. Morreu por descuido do serviço e dos profissionais. Morreu por falta de valorização das informações de seu quadro clínico e de sua história de saúde. Que a morte de Sibele nos inspire a continuar lutando pela melhoria da informação e da qualidade em saúde!” Luiz Augusto Facchini

Confira aqui a íntegra da homenagem do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva para Sibele Ferreira.

 

Comments

comments

3 comentários sobre “Ausência de Sibele Ferreira emociona congressistas

  1. A morte eh o perfume da vida parodiando Vinicius que escreveu que o ciume eho perfume do amor. Emocionado pelo carinho da homenagem prestada a minha queridissima irma Sibele quero contrapor no sentido musical da palavra contraponto as palavras do Luis Augusto e dizer que assim como a morte que tambem a vida da Sibele nos inspire. A luta para melhorar a saude no Brasil tem ser feita com entusiasmo, com sorriso, sobriedade e pressa. A vida eh curta portanto eh preciso urgencia no fazer e fazer bem feito porque nao sabemos se vamos ter uma outra oportunidade para vive-la. Um muito obrigado e grande abraco a todos, Salvio Ferreira

  2. Muito linda a homenagem à nossa sempre e eterna querida Sibele Ferreira. Parabéns à ABRASCO e ao Luiz Facchini pela afetividade com criticidade e denúncia. Muitas saudades de nossa Nega.