Congresso de Política sublimou barreiras e fez-se vivo em conhecimentos e afetos compartilhados

A pandemia impõe distâncias e exige estratégias: de distanciamento, de difusão de conhecimento, de luta política. Em meio a este contexto, o 4º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão da Saúde (4º CBPPGS) foi um espaço de esperançar. Nos cinco dias do evento, as barreiras impostas pela mediação do computador sublimaram na plataforma virtual, cuja ambientação foi inspirada Faculdade de Saúde Pública da USP, instituição anfititriã. A audiência, com seus cumprimentos calorosos e perguntas, marcou presença nos chats das sessões. As dicas e trocas também pintaram nos comentários deixados nas apresentações assincrónas. Ainda não conseguimos reproduzir a conversa no cafezinho, mas os elogios e sugestões para os próximos eventos virtuais, com certeza, contribuirão para darmos os passos seguintes. Além das lembranças, importante também são os registros oficiais. Os certificados de participação e de aprovação e apresentação dos trabalhos já se encontram na área restrita do site do Congresso, e todo o conteúdo da plataforma está disponível até 26 de abril.

Amanda Scarpelli,  estudante de pós-graduação na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), já tinha participado da versão presencial do Congresso, e afirmou que a experiência, desta vez como monitora, foi transformadora: “Não posso dizer que não senti falta dos abraços, cheiros e cafés compartilhados, mas também não posso negar os benefícios que a modalidade virtual proporcionou. Um dos principais foi a possibilidade de pessoas de diversas partes do Brasil e do mundo estarem presentes. A organização também foi muito interessante, permitindo que mais trabalhos e vozes fossem apresentadas em um curto período de tempo”, pontuou. 

Além das mesas-redondas, conferências e debates, foi possível acessar as salas virtuais para apresentação de trabalhos, com dias e horários marcados, trocar com os pares e fazer novos contatos. A clássica apresentação de pôster ganhou em qualidade e profundidade com a gravação das apresentações assíncronas, apresantando os mais diversos temas disponíveis a todos a qualquer momento . “A  disposição dos vídeos nas plataformas digitais deu a oportunidade das pessoas visitarem muito mais trabalhos, falas e espaços do que teria sido no presencial”, pontuou Victor Arruda, associado à Abrasco e estudante de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que também trabalhou como monitor.

Estudantes de graduação ou pós-graduação sempre presentes nos eventos da Abrasco, os monitores voluntários contribuem para os congressos acontecerem de forma organizada e dinâmica. Na edição  virtual, a participação foi essencial, juntamente com a equipe técnica, para auxiliar os palestrantes durante suas falas. Laís de Arruda, graduanda  em Saúde Coletiva na UFPE,  disse que o processo de estar nos bastidores  foi importante para sua formação: “O congresso foi maravilhoso, debates enriquecedores, palestrantes ótimo, público muito ativo. E acima de tudo, uma organização impecável tanto dos horários, quanto no funcionamento da plataforma”.

 Como de costume, a Abrasco Livros marcou presença com um espaço exclusivo. Aos congressistas foi disponibilizado um catálogo pensado especialmente para a temática da Política, Planejamento e Gestão da Saúde e houve, também, lançamento de três livros inéditos na tarde de quinta-feira (25). Os autores  Leonardo Henriques Portes (Política de controle do tabaco no Brasil: 1986 a 2016), Tarsila Costa do Amaral ( O Método Apoio como ferramenta de prevenção e enfrentamento da judicialização da saúde no SUS) e organizadores Cristiane Castro, Gastão Wagner e Juliana Fernandes ( Atenção Primária e Atenção Especializada no SUS: análise das redes de cuidado em grandes cidades brasileiras) estiveram presente durante a solenidade. 

O ambiente virtual contou com um estande virtual do Espaço Associados. Os conferencistas tiveram acesso a conteúdos exclusivos sobre atuações da Abrasco, uma linha do tempo com momentos marcantes na história da instituição. Nesse mesmo espaço, o público pôde acessar  o canal de atendimento para renovar ou realizar novas associações, de forma rápida e direta, apoiando a defesa do SUS, da ciência brasileira, da garantia dos direitos sociais e da democracia.

É possível revisitar todo o conteúdo, tanto as apresentações orais, como as assíncronas, bem com as mesas-redondas, além das conferências e grandes debates. Aproveite esse manancial de conhecimento: clique e acesse a plataforma com seu login e senha e explore os conteúdos.

Assista ao vídeo que traz um resumo dessa imersão virtual que foi o 4º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão da Saúde:

Comments

comments

Deixe uma resposta