Maurício Campelo de Macedo é um dos destaques do 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde

O professor Maurício Roberto Campelo de Macedo (à esquerda), junto com o também professor José Willington Germano numa das sessões do CaféNESC, em 2014 / Foto: DCS/UFRN  }

Uma das referências brasileiras em Saúde Mental, Maurício Campelo de Macedo estará presente no 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que acontece de 01º a 04 de maio, em Natal. Serão três as atividades que contarão com a participação do docente. Não perca esta oportunidade. Inscreva-se e participe do principal fórum de debates sobre as políticas de saúde do Brasil.

Médico formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Maurício Campelo de Macedo iniciou sua carreira como psiquiatra na Casa das Palmeiras, primeira instituição a desenvolver um projeto de desinstitucionalização dos manicômios no Brasil, criada por Nise da Silveira e com quem trabalhou diretamente. Continuou sua formação pós-graduada tendo realizado mestrado em Medicina Social pelo IMS/UERJ (1980) e doutorado em Saúde Pública pela Universidade de Montreal, Canadá (2006), quando foi professor convidado do Departamento de Administração da Saúde e pesquisador do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares em Saúde (GRIS) no Douglas Hospital /Mc Gill University.  Na UFRN, fundou e coordenou várias vezes o Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC/UFRN) e, atualmente, é professor Titular do Departamento de Saúde Coletiva, lecionando nos cursos de graduação em Medicina e em Saúde Coletiva. Coordena também o Observatório de Saúde Mental (OBSAM) e o Centro de Referência em Formação para Álcool e Outras Drogas (CRR), no qual responde como vice-coordenador.

“Neste 3º Congresso, minha atuação será voltada para duas temáticas: a Saúde Mental como instância constitutiva do sujeito contemporâneo e como componente do sistema de saúde (também num cenário de retrocesso) e a necessidade de agir estrategicamente exercendo o planejamento num contexto de incertezas”, destaca o professor.

Esses temas estarão presentes no fórum “A construção das Políticas Sobre Drogas no RN: estratégias de prevenção e cuidado na atenção às pessoas que usam drogas”, que acontece na manhã de 1º de maio, no Centro de Ciências da Saúde (CCS/UFRN), e nas mesas-redonda “Reforma psiquiátrica e a utopia possível”, no dia 02, às 14 horas; e “Planejamento da Saúde diante das incertezas, no dia 03, às 10h45. “Vivemos tempos confusos, ricos em polarizações simplificadoras, exacerbação de conflitos e caminhos nebulosos. Esperamos que este congresso da Abrasco realizado aqui na Cidade do Sol seja iluminado pelas luzes de um amplo debate sobre a crise do sistema de saúde e as possibilidades de desenvolver estratégias viáveis para a sua superação”, completa Campelo de Macedo. Confira aqui o conjunto da programação.

 

Comments

comments

Deixe uma resposta