Ministro da Saúde profere conferência de abertura do VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia


 

A conferência “As Contribuições da Epidemiologia para a Construção do SUS”, proferida pelo Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi o destaque na solenidade de abertura do VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia na noite de ontem, dia 13 de novembro. Durante sua fala Padilha destacou os novos desafios da Saúde Pública no Brasil oriundos das grandes mudanças econômicas e sociais do país, ressaltando que nenhum país do mundo com mais de 100 milhões de habitantes, além do Brasil, tem um sistema universal de saúde como o SUS. Para Padilha vivemos uma epidemia de violência e citou como exemplos os acidentes de trânsito, o maior número de mortes registradas entre jovens negros e o crack. “Precisamos pensar na reorganização do SUS para atender as pessoas nessa epidemia do crack, que está disseminada em todo o país. Temos de oferecer serviços diferentes para realidades diferentes e pensar em consultórios de rua e em unidades de acolhimento, sempre com respeito à dignidade das pessoas”, afirmou. O Ministro apontou como desafios para a saúde pública o envelhecimento da população brasileira, as doenças cardiovasculares e a incidência do câncer. No que se refere a doenças negligenciadas, Padilha comemorou a diminuição nos números de casos de malária e tuberculose. “Nesse ano, tivemos a menor taxa de malária nos últimos 25 anos, e isso graças ao diagnóstico precoce e tratamentos mais eficazes. A diminuição de casos de tuberculose também, devido à ascensão social do país, com decréscimo da fome e a melhora das condições de moradia”, concluiu. A solenidade foi transmitida online pela Rádio Web Saúde. Veja a entrevista exclusiva com o Ministro sobre o EPI2011 clicando aqui!

George Davey-Smith profere a primeira conferência do EPI2011

A primeira conferência do VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia (EPI2011) foi proferida por George Davey-Smith, da Universidade de Bristol no Grande Auditório Celso Furtado no Palácio das Convenções do Anhembi. Davey-Smith é um pesquisador de renome internacional e proferiu a conferência magna John Snow, durante o XIX Congresso Mundial de Epidemiologia realizado em agosto passado em Edimburgo. A atividade conta com a mediação do presidente da Associação Internacional de Epidemiologia (IEA), Cesar Victora. Todas as conferências serão transmitidas pela Rádio Web Saúde, confira a programação de hoje e acompanhe a transmissão online clicando aqui!

Agenda Estratégica da Sociedade Científica no EPI2011

“Agenda Estratégica da Sociedade Científica” é o tema do primeiro painel da tarde do dia 14 de novembro no VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia. A mesa, coordenada pelo presidente da ABRASCO, Luiz Augusto Facchini, conta com a participação de Jarbas Barbosa, titular da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, José Cassio de Moraes, presidente do EPI2011, Lígia Bahia, vice-presidente da ABRASCO e docente do Instituto de Saúde Coletiva da UFRJ e Ana Maria Costa, presidente do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (Cebes). Acompanhe a transmissão online na Rádio Web Saúde!

Michael Marmot profere conferência no EPI2011

Neste momento no VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia Michael Marmot profere a conferência Fair Society: health lifes. Acompanhe a transmissão online (áudio em português) clicando aqui.

Dengue: por que esta doença desafia a saúde pública?

“Dengue: por que esta doença desafia a saúde pública?” foi o tema de um dos painéis realizados no dia 14 de novembro, durante o VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia (EPI2011). A atividade contou com a participação de Maria da Glória Lima Cruz Teixeira (UFBa), com a apresentação “Conseqüências das mudanças epidemiológicas”, Rivaldo Venâncio da Cunha (UFMS), que tratou do tema “O Desafio para atenção médica no curso das epidemias” e Pedro Tauil (UnB), falando sobre “Por que o dengue re-emergiu no mundo e no Brasil?”. De acordo com Maria da Glória, há dificuldades no controle da doença, que está crescendo, principalmente entre as crianças. “Para cada adulto que morre em decorrência do dengue, perdemos cinco crianças. Elas estão pagando um tributo muito caro e isto é um constante desafio”, alertou, lembrando que a vacina contra o dengue deverá chegar em 2015 ou 2016. “A vacina não vai resolver o problema, não temos para todos. O fato de não ser em dose única também complica. O Dengue é o grande desafio do século 21, pois são mais de dois bilhões e meio de pessoas expostas, em mais de cem países”. Pedro Tauil citou alguns fatores que levaram ao ressurgimento da doença como a urbanização rápida e intensa, as precárias condições de habitação e saneamento e o aumento na freqüência e na intensidade do tráfego aéreo, entre outras. “Não conhecemos todos os fatores, claro, e temos outros problemas, como a difícil prática da fiscalização e a resistência do vetor”, afirmou Tauil.

Epidemia de Obesidade ameaça diminuir a expectativa de vida nos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, onde a epidemia de obesidade explodiu nos últimos 20 anos, se prevê que as gerações futuras poderão ter uma esperança de vida ao nascer menor do que a atual. “Essa é uma reversão muito séria. Ao longo de vários séculos, a vida média das populações tem crescido paulatinamente, a não ser em situações de exceção, como na epidemia de AIDS na África”, o alerta foi dado por Eduardo Faerstein (IMS/UERJ). A epidemia de obesidade gera conseqüências adversas como diabetes e problemas cardiovasculares e tem ameaçado reverter tendências favoráveis de declínio das doenças crônicas não-transmissíveis, que hoje representam a maior parte dos óbitos na população adulta. Para Faerstein, “é preciso entender quais são as causas dos comportamentos ligados a dietas e atividades físicas, entender o que prejudica e o que pode favorecer o acesso das pessoas à essas práticas”, explicou. Eduardo Faerstein fez sua apresentação na mesa-redonda “Determinantes Sociais da Saúde”, no dia 14 de novembro, durante o VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia (EPI2011). A atividade teve como objetivo esclarecer de que maneira o estilo de vida e as condições de trabalho podem afetar nos hábitos e causar problemas de saúde que, eventualmente, podem levar ao desenvolvimento de doenças. Assista a entrevista exclusiva concedida pelo pesquisador à Tv ABRASCO clicando aqui.
Epidemiologia e as Políticas Públicas

Rita Barradas Barata, represetante da área de Saúde Coletiva na Capes, proferiu a conferência “Epidemiologia e as Políticas Públicas” no VIII Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Acompanhe as transmissões online da Rádio Web Saúde.

A Saúde dos Brasileiros: mensagens principais da Série Lancet 2011

O presidente da Associação Internacional de Epidemiologia, Cesar Victora, coordenou a mesa “A Saúde dos Brasileiros: mensagens principais da Série Lancet 2011”. A atividade contou com a participação de Claudia Maria Travassos (ICICT/Fiocruz), Maria do Carmo Leal (ENSP/Fiocruz), Maurício Lima Barreto (UFBa), Maria Inês Schmidt (UFRGS), Michael Eduardo Reichenheim (UERJ). A Mesa trouxe os resultados de dois anos de trabalho que resultaram na publicação de um número especial da Revista Lancet publicado em maio, com seis artigos que examinaram criticamente as conquistas obtidas pelas políticas públicas de saúde no Brasil seus principais desafios. Acompanhe as transmissão online do EPI2011 na Rádio Web Saúde.

Influência das Associações de Saúde Pública nas Políticas Públicas de Saúde

O painel “Influência de Associações de Saúde Pública nas Políticas Públicas de Saúde”, coordenado pelo presidente da ABRASCO, Luiz Augusto Facchini, contou com a participação de Paulo Buss (WFPHA/Fiocruz), Constantino Sakellarides (Universidade de Lisboa) e Cesar Victora (IEA/UFPel). O encontro foi transmitido online pela Rádio Web Saúde.

 

Sessão especial comemorativa dos 60 anos da Capes

O VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia organizou uma sessão especial para comemorar os 60 anos da Capes. A mesa, coordenada pelo Presidente da ABRASCO, Luiz Augusto Facchini, conta com a participação de Emídio Cantídio de Oliveira Filho, Diretor de Programas e Bolsas no País (Capes) e Rita Barradas Barata, representante da área de Saúde Coletiva na Capes. “Estamos concluindo a compra de uma base de dados de medicina baseada em evidências para expandir a base da dados. A área de Saúde Coletiva é prioridade 1 na CAPES, junto com a área tecnológica”, afirmou Emídio, agradecendo pela homenagem. “Temos expectativa que esse processo se consolide e que a Capes possa expandir a sua participação na ciência. Precisamos investir na ciência, na produção e difusão do conhecimento”, destacou Facchini. Acompanhe as transmissões do EPI 2011, clique no link da Rádio Web Saúde.

 

Acesso e Qualidade em Saúde com Equidade: contribuição da epidemiologia na construção de indicadores

A mesa redonda “Acesso e Qualidade em Saúde com Equidade: contribuição da epidemiologia na construção de indicadores”, coordenada por Marcia Furquim de Almeida (FSP/USP), conta com a participação de: Jarbas Barbosa da Silva Junior (SVS/MS), apresentando “Metodologia utilizada na construção do indicador de avaliação do acesso e qualidade no SUS”; Luiz Augusto Facchini (ABRASCO/UFPel), com “Avaliações de acesso e qualidade na rede de saúde do Brasil” e; Marcos Drumond Júnior (SMS/SP), com o “Painel de monitoramento da SMS/SP). Acompanhe as transmissões online da Rádio Web Saúde!

H1N1: Pânico e Lições

A Pandemia de H1N1 de 2009 foi tema de um painel, no dia 15 de novembro, durante o VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia (EPI2011). Jarbas Barbosa da Silva Júnior, Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde fez a apresentação “A resposta brasileira à pandemia de influenza H1N1”, falando sobre a pandemia em 2009. Os primeiros casos se apresentaram no México, mas a detecção aconteceu nos Estados Unidos. No Brasil a vacinação foi exitosa, com grande adesão da população. “É possível tirar algumas lições para uma eventual pandemia e é fundamental ter um plano implementado, com participação multissetorial e adequada preparação para os momentos de pico de epidemia”. De acordo com Barbosa, algumas medidas tomadas não têm efetividade. “Houve cancelamento de vôos em alguns países, porém, medidas como essas, acalmam a população, mas não têm efeito”, afirma. Para Juan Gerváz, da Sociedad Española de Salud Publica y Administración Sanitária, acredita que houve um pânico injustificado em 2009. Gerváz também tratou da questão das vacinas “Hoje, vacina é um negócio. Houve um pânico com o objetivo exclusivo de vacinar. Foi um equívoco, com perda de dinheiro e casos de mulheres grávidas que abortaram voluntariamente com medo da H1N1. São lições, não podemos repetir os erros”, explica o espanhol.

VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia é encerrado celebrando os 21 anos de trajetória do evento

O VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia foi encerrado na noite do dia 16 de novembro em meio a celebrações pelo crescimento exponencial alcançado pelo evento em seus 21 anos de existência. “No primeiro Congresso, em 1990, foram apresentados 400 trabalhos e agora quase quatro mil. Quero destacar também a presença e participação ativa dos presidentes dos oito congressos anteriores”, afirmou José Cassio de Moraes, presidente do EPI2011, ressaltando que a programação – cinco conferências, três sessões especiais, nove mesas-redondas, 16 debates, 35 palestras, 51 painéis e 109 sessões de Comunicações Coordenadas – foi cumprida em sua totalidade. O evento, que contou com quase cinco mil inscritos e quatro mil trabalhos apresentados, teve 3300 participantes, sendo 37% desse total sócios da ABRASCO, além de um comparecimento expressivo de estudantes de graduação. Quase todos os estados brasileiros estiveram representados, com destaque para São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Bahia. A mesa da solenidade de encerramento, presidida pelo presidente da ABRASCO, Luiz Augusto Facchini, contou com a participação de Moises Goldbaum e Rita Barradas Barata, ex-presidentes da entidade, Chester Luiz Galvão César, vice-presidente da ABRASCO e Helena Ribeiro, diretora da FSP/USP. Veja a matéria completa e a lista dos pôsteres que receberam menção honrosa aqui.

Comments

comments

Deixe uma resposta