Encerramento do Epivix premia 14 trabalhos das sessões coordenadas


Após a última conferência do 9º Congresso Brasileiro de Epidemiologia proferida pela professora Rita Barradas Barata, Ethel Leonor Noia Maciel, presidente do Congresso, convidou à mesa Luiz Augusto Facchini, professor da Universidade Federal de Pelotas e membro do Conselho Diretor da Abrasco, para juntos darem o encerramento após três dias de intensos debates e valorosas participações. O evento aconteceu no Centro de Convenções Vitória de 08 a 10 de setembro.

Ethel destacou o quão feliz foi realizar um congresso tão rico em discussões teóricas ancoradas na prática dos serviços quanto foi o EpiVix, e rememorou o processo de realização do evento, da primeira visita da Comissão de Epidemiologia à Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) à abertura do evento, passando pelas reuniões da Comissão Científica. “Agora na despedida já fica um pouco de saudade, mas tenho certeza que todos nós levaremos as melhores lembranças desse encontro”, disse a professora.

Facchini agradeceu em nome da diretoria da Associação a boa recepção que todos tiveram tanto no campus da UFES, nos dois dias de pré-congresso, como no Centro de Convenções. Destacou ainda que o EpiVix ressaltou a “capacidade pujante da nossa instituição de estar inserida nos debates nacionais, tanto cientifica como politicamente”. Com agradecimentos à professora do Congresso, Facchini finalizou: “Essa foi uma produção que extrapolou a cidade e o estado. Obrigado, Ethel, por fazer a Abrasco um pouco melhor”.

Nova Comissão e premiações: Antes do encerramento, foram anunciados os nomes dos novos membros da Comissão de Epidemiologia da Associação Brasileira de Saúde Coletiva. O mandato dos pesquisadores, indicados por suas instituições de origem, tem validade de três anos e a primeira reunião já está marcada para o início de novembro, ainda em local não definido. Confira aqui a composição. Foi apresentado também o interesse do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em sediar a próxima edição do Congresso Brasileiro de Epidemiologia, planejado para 2017.

Na sequência foram lidos os pesquisadores que foram premiados nas sessões Abrasco Jovem e nas sessões de ampla concorrência. Dos 2731 trabalhos enviados, 2.195 foram aprovados após passarem por dois pareceristas da Comissão Científica e desses 156 foram selecionados para as comunicações coordenadas. “Selecionamos um trabalho em cada das quatro sessões Abrasco Jovem e outros dez de todas as sessões gerais, ou seja, são os melhores dos melhores”, destacou Ethel Maciel. A lista, com o nome da sessão, nome do pesquisador, instituição e tema, pode ser conferida abaixo. Quatro presentes receberam em mãos os certificados. Os demais comprovantes serão enviados pelos Correios. A diretoria da Abrasco e a Comissão Científica do 9º Congresso Brasileiro de Epidemiologia saúdam todos os congressistas que tiveram seus trabalhos aprovados, já disponibilizados nos Anais do evento e, em especial, os premiados.

Premiados Abrasco Jovem

Abrasco Jovem: Saúde Materno-Infantil
Tatyana Maria Silva de Souza Rosendo – Universidade Federal do Rio Grande do Norte – Fatores associados à morbidade materna em Natal, RN, Brasil

Abrasco Jovem: Ambiente, Atividade Física e Avaliação de Serviços
Daiane Nascimento de Castro – Universidade Federal da Bahia – Características da vizinhança e padrão da atividade física de adolescentes e jovens em um município da Bahia

Abrasco Jovem: Saúde Mental 
Jesem Douglas Yamall Orellana – Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazônia) – O suicídio como um problema de saúde pública no estado de Mato Grosso do Sul e as desigualdades na mortalidade entre indígenas e não indígenas

Abrasco Jovem: Doenças Crônicas e Grupos Populacionais
Bruno Pereira Nunes – Universidade Federal de Pelotas – Desigualdades na ocorrência de multimorbidade em idosos: um estudo de base populacional no sul do Brasil

Premiados sessões de ampla concorrência

Saúde Nutricional I: Crianças e Adolescentes
Alessandra Silva Dias e Oliveira – Universidade Federal do Rio de Janeiro – Trajetória do Índice de Massa Corporal em adolescentes do ensino fundamental de escolas públicas e privadas da Região Metropolitana do Rio de Janeiro – Projeto ELANA

Prevenção e controle de HIV/AIDS
Telma Alves Martins – Secretaria de Saúde do Estado do Ceará – Fatores do risco para testagem tardia e/ou não testagem de HIV entre profissionais do sexo em Fortaleza – CE

Epidemiologia das Neoplasias I
Arnaldo Cezar Couto – Centro Universitário Estadual da Zona Oeste – Rio de Janeiro – Pregnancy, maternal exposure to analgesic medicines and leukemia in brazilian children under two years of age

Epidemiologia e Saúde da Mulher
Giovanny Vinícius Araújo de França – Universidade Federal de Pelotas –  Obesidade em mulheres da América Latina: evolução e iniquidades

Uso de Álcool e outras drogas: determinantes e intervenções
Zila Van Der Meer Sanchez – Universidade Federal de São Paulo – Intoxicação alcoólica e outros comportamentos de risco em baladas na cidade de São Paulo: a utilização de inquérito de portal para mensurar comportamento nos locais em que ocorrem

Saúde dos Idosos
Tamires Carneiro de Oliveira  – Universidade Federal do Rio Grande do Norte – Perfil de mortalidade dos idosos no Rio Grande do Norte: estudo comparativo entre duas faixas etárias e fatores socioeconômicos relacionados

Saúde na Adolescência
Elisabeth Carmen Duarte – Universidade de Brasília – Motoristas adolescentes no Brasil: Prevalência e fatores associados estimados a partir da Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE)

Medicamentos: Eventos Adversos em Excesso
Keroulay Estebanez Roque – Universidade Federal do Rio de Janeiro – Avaliação dos eventos Adversos na unidade de terapia intensiva: um estudo prospectivo

Saúde Materno-Infantil
Letícia Marques dos Santos – Universidade Federal da Bahia – Suporte Social, saúde mental materna e sintomas de asma em crianças: análise de mediação através de modelagem por equações estruturais

Epidemiologia das Neoplasias II
Thiago Rodrigues de Amorim- Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal – Tendência da mortalidade por hepatites virais B e C e neoplasia maligna do fígado e vias biliares intra-hepáticas no Brasil, 1980-2010

Comments

comments

Deixe uma resposta