Alimentos ultraprocessados e o Guia Alimentar para a População Brasileira no 10º Congresso Brasileiro de Epidemiologia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nos últimos anos, os números da obesidade no Brasil vêm preocupando o sistema público de saúde, os dados refletem os hábitos alimentares dos brasileiros que consomem cada vez mais alimentos ultraprocessados. Foi com essa preocupação que o Guia Alimentar para a População Brasileira foi reformulado por Carlos Augusto Monteiro, coordenador científico do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo NUPENS/USP, que dialogou nesta manhã na palestra que abordou as evidências epidemiológicas que embasaram o Guia.

Segundo os dados de uma reportagem do New York Times, na última década, a taxa de obesidade no Brasil quase dobrou para 20%, e a parcela de pessoas com sobrepeso praticamente triplicou, indo para 58%. Esses números estão diretamente ligados com as vendas de alimentos industrializados, que cresceram 25% no mundo todo de 2011 a 2016. Os alimentos ultraprocessados são aqueles altamente industrializados que possuem grande quantidade de sal, açúcar, gorduras, realçadores de sabor e texturizantes. Monteiro falou que além abordagens dentro da sáude pública, são necessárias outras políticas para diminuir o consumo desse tipo de alimento, como rotulagem com advertências, taxação, subsídios e a regulação de propaganda quanto a esse produtos.

Outra discussão relacionada com o assunto foi a conversa coordenada entre as pesquisadoras Isabel Oliveira Bierhals, Fernanda Rauber, Carla Adriano Martins e Scheine Canhada. O diálogo foi mediado pela pesquisadora Ana Paula Bortoletto Martins do Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor e pesquisadora do NUPENS. Os projetos apresentados trouxeram dados que relacionam o consumo de ultraprocessados em diversas faixas etárias e como isso está influenciando no ganho de peso corporal da população brasileira, além disso, foi exibido um estudo que evidencia como as habilidades culinárias dos pais podem influenciar em um alimentação saudável nas crianças. Outro recorte mostrado foi o perfil de alimentação no Reino Unido, que evidenciou o aumento preocupante no consumo de ultraprocessados.

 

Comments

comments