Legitimidade, Expansão e Sustentabilidade das Ciências Sociais e Humanas em Saúde Coletiva


Na programação do VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, que vai ocorrer entre os dias 14 e 17 de novembro de 2013, no Rio de Janeiro, várias mesas-redondas estão previstas. Uma delas é a “Legitimidade, Expansão e Sustentabilidade das Ciências Sociais e Humanas em Saúde Coletiva”, que será coordenada por Suely Deslandes, no dia 15, às 8h30, na UERJ. A mesa pretende reproduzir o debate que foi publicado nos Cadernos de Saúde como um Fórum (dez 2012).

As discussões partem do pressuposto de que as Ciências Sociais e Humanas no campo da Saúde Coletiva revelam, de um lado, um processo de reconhecimento de uma marca identitária peculiar e a consolidação deste subcampo, que se expressa no seu vigor investigativo e propositivo e no quantitativo expressivo de praticantes. Por outro lado, a área enfrenta um estrangulamento dos processos formativos e uma iniquidade e inadequação dos mecanismos institucionais de avaliação de sua produção que incidem diretamente no reconhecimento de mérito.

Nesse sentido, serão discutidos: tendências teórico-metodológicas das recentes pesquisas publicadas, apontando suas lacunas e características (com Jorge Iriart e Suely Deslandes); tendências, contribuições e lacunas da produção no campo, incluindo configuração de grupos de pesquisa, tendo como referência, principalmente, a produção veiculada no V Congresso da área e o perfil preliminar extraído do VI Congresso de CSHS (com Leny Trad); e os critérios de avaliação da produção acadêmica no campo e suas consequências (com Maria Lúcia M. Bosi).

Ainda não se inscreveu? Inscreva-se AQUI. Não haverá inscrições no local.

Comments

comments

Deixe uma resposta