Aberto o prazo para proposição de GTs ao 7ºCBCSHS


Foi dada a largada para a sétima edição do Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (7º CBCSHS), a ser realizado entre 09 e 12 de outubro, em Cuiabá, no campus da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Para prosseguir com o modelo adotado nas últimas realizações e corroborar o processo de construção coletiva do evento, a Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (CCSHS/Abrasco) convida os interessados a formarem grupos temáticos (GTs) para o 7º CBCSHS. As propostas devem ser encaminhadas até 15 de março por meio de formulário eletrônico. Acesse aqui.

São os GTs que promovem as discussões temáticas do evento e sistematizam, agrupam e realizam as sessões de comunicação dos trabalhos submetidos ao Congresso – verdadeiras peças-chave para o sucesso e a qualidade do evento.

Os interessados devem elaborar ementa com até 300 palavras contendo objetivos e justificativa que expresse a relevância da proposta e potencial de contribuição para o campo das CSHS; apresentar público-alvo da temática sugerida e indicar até três (03) nomes para a função de coordenadores, sendo que necessariamente um deles deve possuir título de doutor e ter experiência no campo das Ciências Sociais e Humanas em saúde.

Serão valorizadas propostas que promovam prioritariamente o diálogo inter-regional, seguido do diálogo inter-institucional e interdisciplinar, levando em conta também as interfaces entre sociedade civil/movimentos sociais, gestão e práticas cotidianas dos e nos serviços de saúde e que estejam em consonância com o tema central do Congresso – “Pensamento crítico, emancipação e alteridade: agir em saúde na (ad)diversidade”. A divulgação oficial das propostas selecionadas será realizada após 28/03, com o lançamento do site do Congresso na sequência.

Uma vez aprovado o GT, será responsabilidade dos coordenadores indicar a lista de revisores dos trabalhos a serem avaliados e/ou selecionar a partir de nomes já existentes no banco da Abrasco; coordenar o processo de avaliação dos trabalhos submetidos ao GT, monitorando o cumprimento de prazo pelos avaliadores ad hoc indicados; e elaborar planilha final dos trabalhos aprovados, indicando as sessões de comunicações orais e comunicações breves para os três dias de evento.

A construção do GTs visa também a experimentação de novas formas de organização e de financiamento do próprio congresso, dado o compromisso político de independência e de autonomia da Abraso frente às grandes corporações e grupos de interesses – sejam estatais ou privados – e ao próprio quadro econômico vivenciado por toda a sociedade. As propostas devem buscar formas de auto-financiamento, uma vez que não é possível garantir que haverá custeio de passagem e hospedagem para os coordenadores de GTs.

Vamos construir juntos o 7º CBCSHS. Saiba mais informações sobre o evento.

Comments

comments

9 comentários sobre “Aberto o prazo para proposição de GTs ao 7ºCBCSHS

  1. Bom dia!
    Sinceramente, exigir que só faça parte dos GTs profissionais com titulação de doutor é ter pensamentos nada críticos,muito menos emancipatório e de alteridade. Muitos profissionais sem títulos de mestres ou doutores, tem pensam e agem na logica da (re) construção de proposições para o enfrentamento da situação da saúde, na (ad)versidade.
    Boa sorte na mesmice do processo de construção mecanicista e de perpetuação de quem sabe pensar e pode so é doutor !

    1. Cara Marly,

      Recebemos seu comentário sobre o Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (7º CBCSHS) na página da Abrasco e, por meio desta mensagem, desejamos te responder, dialogar e explicitar melhor o funcionamento do evento.

      Como apontado no texto, grupos temáticos (GTs) é o nome dado às propostas de eixos de debate e discussão do 7º CBCSHS. Essas propostas organizarão as sessões de comunicação oral, abertas à participação de todos que submeterem seus resumos e tiverem os mesmos aprovados pela Comissão Científica.

      Neste momento de preparação, está aberto o prazo para a proposição desses grupos que, como diz o texto de divulgação, devem apresentar ementa com até 300 palavras contendo objetivos e justificativa que expresse a relevância da proposta e potencial de contribuição para o campo das CSHS; apresentar público-alvo da temática sugerida e indicar até três (03) nomes para a função de coordenadores, sendo que, necessariamente, um deles deve possuir título de doutor e ter experiência no campo das Ciências Sociais e Humanas em saúde.

      Veja, como frisado, que são TRÊS coordenadores por GT, e a obrigatoriedade de, no mínimo, UM doutor. Isso se faz pela compreensão de que o processo do CBCSHS é produzido pela comunidade científica da Saúde Coletiva – profissionais que dedicaram horas de estudo, leitura, pesquisa e participação no debate científico e social e que estão inseridos no contexto das instituições de ensino e pesquisa, além da compreensão de que o evento é uma construção histórica, e já se encontra em sua sétima edição. Os demais coordenadores não precisam necessariamente ter o título de doutor e, em nossas próximas divulgações, iremos frisar a importância e o interesse da participação de representantes dos movimentos sociais e da sociedade civil organizada, além da já garantida participação de profissionais dos serviços e da gestão em saúde também como coordenadores.

      Esperamos que nosso posicionamento e visão tenham ficados claros. No mais, concordamos sim de que a produção do conhecimento e da ciência não se faz apenas com os pares na Academia, mas também, e principalmente, com a sociedade, sem a qual a ciência perderia seu sentido e essência. Essa é uma das missões da Abrasco em suas diversas frentes, como no Dossiê Abrasco: Um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos à saúde, nas frentes em defesa do SUS e neste Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde.

      Estamos à disposição para outros esclarecimentos,
      Nos vemos em Cuiabá

      Atenciosamente,

      Comissão Organizadora do Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde

  2. Boa Tarde!!!

    Haverá também inscrições para ouvintes? Sou acadêmica de CISO e Conselheira de Saúde e me interesso muitíssimo em participar.

    Se puderem enviar a resposta também por e-mail ficarei mui grata.

    Atenciosamente.

    1. Oi Vanessa,

      Sim, é possível se inscrever como ouvinte em todos os eventos da Abrasco. Iremos acrescentar teu e-mail a nossa base de dados e, assim que as inscrições estiverem abertas, você receberá nossa newsletter.

      Obrigado pela leitura,
      Siga conosco na luta da saúde
      Atenciosamente,

      Bruno C. Dias – Comunicação Abrasco

    1. Cara Érica,

      Tanto as comunicações orais quanto os pôsteres eletrônicos, atividades geridas pelos os GTs, são simultâneos. Por isso, para a Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da Abrasco, conforme expresso na entrevista de sua coordenadora, profª Tatiana Gehardt, “a ideia é que os participantes do congresso, sejam eles apenas ouvintes ou apresentadores de trabalhos – envolvam-se com um GT e o acompanhem pelos três dias de evento”.

      Obrigado pela leitura.
      Bruno C. Dias – Comunicação Abrasco

Deixe uma resposta