Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde promove Ensaio Geral para o VI CBCSHS


Cerca de 20 coordenadores e representantes dos grupos de trabalho (GTs) do VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (VI CBCSHS) estiveram presentes nos dias 23 e 24 de setembro na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) para receber e discutir os encaminhamentos finais do evento. Pela primeira vez na história, as comissões organizadora e científica local e nacional, e os coordenadores vindos de diferentes estados se reuniram antes do evento para fazer um balanço das inscrições, conhecer com antecedência os espaços de cada grupo e afinar as orientações sobre cursos, oficinas e projetos.

A reunião ocorreu no Auditório do Instituto de Medicina Social. Na abertura, a professora Leny Trad, presidente da Comissão Científica, destacou a importância do encontro dentro do enfoque do próprio congresso, um estímulo à troca e circulação de saberes. Na sequência, a professora Roseni Pinheiro apresentou os dados do projeto Perfil e o balanço das inscrições, com aprovação de 76,92% dos projetos inscritos, totalizando 1.857 trabalhos aprovados tanto em painéis eletrônicos, apresentações orais como publicação nos anais. Roseni Pinheiro apresentou também a distribuição geográfica e em categorias de formação das comunicações aprovadas, ressaltando o crescimento das regiões Nordeste e Centro-Oeste. “Isso reflete que estamos contribuindo para a circulação de saberes em um país tão diversificado”, disse Roseni.

Na sequência, foi distribuído o kit dos coordenadores e apresentado o mapa de localização das atividades do Congresso dentro da campus da UERJ. As atividades dos GTs vão se concentrar nos auditórios localizados no blocos impares, além dos 8º e 12º andares. Ficou acordado que os coordenadores receberão a lista completa dos participantes de cada GT para reforçar a importância do pagamento dentro do prazo – até 21 de outubro – para garantir a participação dos congressistas e a publicação dos trabalhos nos anais do Congresso – não haverá guichês para pagamento durante o evento.

Projeto Memória e voluntariado: No dia seguinte, foram apresentados os dados do projeto Memória, que está sistematizando documentos, fotografias, vídeos, entrevistas, literatura produzida em cerca de 20 anos de atividades pelo campo das Ciências Sociais e Humanas na Saúde Coletiva.

Estiveram também alguns dos alunos de graduação e pós-graduação do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ) que vão auxiliar os coordenadores nas listas de presença e demais atribuições relacionadas unicamente aos GTs.

Os cursos oferecidos no período pré-congressual também foram debatidos, reforçando mais uma vez a importância da comunicação entre os pares e o pagamento anterior para a participação nos mesmos. No encerramento da atividade, os coordenadores e os membros das comissões fizeram um tour no espaço para conhecer a dimensão dos auditórios e as instalações do Teatro Odylo Costa Filho e da Capela Ecumênica, onde acontecerão as atividades culturais, lançamento de livros e os Grandes Debates.

Comments

comments

Deixe uma resposta