Avaliação rigorosa dos trabalhos do VI CBCSHS garante qualidade da produção científica


24 de setembro de 2013 – Por Flaviano Quaresma


Quase 2.500 trabalhos foram inscritos para as atividades do VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, que acontece em novembro na UERJ, no Rio. Desse número, 555 foram recusados, 23%. Como ressalta Kenneth Camargo, presidente da comissão organizadora nacional, o rigor na avaliação dos trabalhos recebidos do Brasil e do exterior garante a qualidade da produção científica na área. “Os 76,92% do percentual geral de aprovação é um indicativo de qualidade”, disse. Outra informação importante para quem inscreveu trabalho no evento, é que também foi utilizada uma terceira opinião em caso de empates. [na foto à esquerda, Kenneth Camargo]


O Nordeste teve significativo crescimento em inscrições de trabalhos nesta edição do Congresso. Na verdade, a porcentagem ficou quase equiparada para todas as regiões brasileiras, o que surpreendeu e agradou a comissão organizadora nacional.

 

“Esses números me deixaram muito feliz. Isso significa também a importância do Congresso para a comunidade científica brasileira”, enfatizou Roseni Pinheito, vice-presidente da Comissão. Sudeste (80,73%), Centro-Oeste (76,17%), Sul (73,35%), Nordeste (72,73%) e Norte (70,91%). Os números foram divulgados durante os dois dias de ensaio geral com os coordenadores dos GTs, nesta segunda e terça (23 e 24/09) na UERJ. [na foto à esquerda, Roseni Pinheiro]


Ainda assim, é preciso ressaltar que os congressistas com trabalhos aprovados devem efetuar o pagamento da inscrição para confirmar a aprovação dos trabalhos. O prazo final é 21 de outubro, sem prorrogação. Outra informação importante é que não haverá pagamento de inscrições no local do evento, tudo deve ser feito antecipadamente até 21 de outubro e via internet.


Efetue confirmação aqui

Comments

comments

Deixe uma resposta