Aberta a chamada para GTs ao 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde

Construir “com” e não “para” ou “sobre”, partindo, assim, para novas formas de exercício da democracia e da produção do conhecimento. Trilhando um caminho metodológico inovador, a Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (CCSHS/Abrasco) abre a chamada para propostas de grupos temáticos (GTs) ao 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, a ser realizado entre 26 e 30 de setembro de 2019 no campus central da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa. Grupos de pesquisa, movimentos sociais, coletivos e indivíduos têm até 11 de janeiro próximo para encaminhar proposições, através deste formulário. 

Da reunião de avaliação, passando pelo encontro durante o pré-Abrascão 2018 e demais reuniões virtuais, a Comissão tem se esforçado em construir um congresso que aprofunde as formas de construção do conhecimento legitimado socialmente, superando uma já atrasada dicotomia entre saber científico e saber tradicional/popular. “Esse congresso é uma oportunidade para comemorar os 40 anos da Abrasco de modo inclusivo e plural, contaminando todos os elementos do evento com esses princípios da saúde coletiva, desde a programação até o processo de seleção de trabalhos, valorizando portanto o diálogo entre saberes e práticas, ativistas e pesquisadores, trabalhadores e usuários”, aponta Martinho Braga Silva, docente do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/UERJ) e coordenador da Comissão.

Avaliada como bem sucedida, a metodologia utilizada no Seminário Nacional “O SUS diante das violências: vivências, resistências e propostas”, um dos eventos preparatórios do 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, é a recomendação para proposição e organização dos GTs ao 8º Congresso. Tanto grupos de pesquisa, coletivos, movimentos sociais e pesquisadores, docentes e estudantes individualmente poderão propor GTs. É recomendado que as propostas já tragam nos título a ênfase a um modo de enfrentamento ao tema proposto. O documento deve trazer o título, texto com até 500 (quinhentas) palavras contendo objetivos e justificativa de relevância; descrição objetiva do público-alvo e até três (03) nomes para a função de coordenadores(as), com nome completo e, em havendo, vinculação à instituição, grupo de pesquisa, movimento e coletivo. A função e atribuições dos coordenadores serão independentes da titulação dos e das mesmas.

» Termo de Referência aqui! 

Já no congresso, a recomendação é de que os grupos temáticos iniciem seus trabalhos com um painel sobre o tema, quando deverão ser apresentadas vivências, resistências e experiências já percorridas sobre a temática em questão. O segundo momento será a apresentação dos trabalhos previamente inscritos e selecionados pela Comissão Científica. Ao final, deverá haver uma oficina que construa coletivamente propostas para novos enfrentamentos a partir de reflexões, sugestões e encaminhamentos constituídos pelo grupo ao longo dos dias de congresso.  Confira as orientações completas e o calendário inicial no Termo de Referência para propostas de GTsConfira demais documentos orientadores na biblioteca da Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. 


» Formulário para submissão de propostas de Grupos Temáticos – 8º CBCSHS

Comments

comments

Deixe uma resposta